Anna Sharp

CLIMA BAIANO

cocktail de lançamento da edição limitada da fragrância Bahia, na loja Phebo, do Shoppping Leblon, em parceria com a descolada designer Julia Gastin, aconteceu semana passada.

O evento reuniu em torno de 100 convidados para uma tarde bastante animada com comidas da super craque, a chef Maria Antônia Bocayuva Cunha, Tunica. Foi uma tarde, digamos, bem clima baiano.

Fotos: Bruno Ryfer

METARA INAUGURA “MOSAICOS”

GaleriaMetara, situada na Rua Sacadura Cabral, Zona Portuária, inaugurou a exposição intitulada “Mosaicos”, da artista Fabi Cunha.

Fotos: Marco Rodrigues

AFROPUNK: 18 ANOS DE EXISTÊNCIA

Foto: Anny Britt Photography

É muito bacana aderir o Afropunk e a Feira Preta há tanto tempo e ver o quanto ambos cresceram e adquiriram uma projeção depois de ótimos anos de caminhada. Ambos começaram no mesmo período. O Afropunk nasceu como festival em 2005 no Brooklyn, bairro de Nova York, com inspiração um pouco diferente do caminho que o vento seguiu para se tornar o grande Festival de Cultura Negra do Mundo. A Feira Preta completa 18 anos este ano se torna mais sólido com o maior festival de cultura negra da América Latina

A partir do dia 2 de novembro a 8 de dezembro, o evento ocupa diversos espaços em São Paulo: o Instituto Tomie Ohtake, Petra Belas Artes, Sesc 24 de Maio, Mercado Livre, o Instituto Moreira Salles, o Auditório Ibirapuera, Praça Dom Orione e o Memorial da América Latina, onde acontecerá o encerramento nos dias 7 e 8 de dezembro.

A programação ainda não foi divulgada, mas o Afropunk já anunciou sua parceria com a edição “Black to The Future” em São Paulo nos dias 19 e 20 de novembro, onde juntos celebrarão o “Dia da Consciência Negra”.

EMBAIXATRIZ MICHÈLE SURSOCK CORRÊA DA COSTA, TEMPORADA EM PARIS

O ex-cônsul da França no Rio, Hugues Goisbault e a embaixatriz Michèle Sursock Corrêa da Costa.

embaixatriz Michèle Sursock Corrêa da Costa, está curtindo uma temporada em Paris. Da “Cidade Luz”, segue para o Líbano, sua terra natal e onde sua família é uma das mais tradicionais e bem relacionadas.

Michèle, grande anfitriã do Rio de Janeiro, viúva do saudoso embaixador e Acadêmico Sérgio Corrêa da Costa, gosta de reunir amigos em seu lindo apartamento no Edifício Chopin, de frente para o mar e ao lado do icônico Copacabana Palace. Michèle retorna ao Brasil em janeiro.

HALLOWEEN: PRIMEIRA EDIÇÃO NO LONDRA

A primeira edição da festa de Halloween, aconteceu no Londra, no Hotel Fasano, em Ipanema, com lista vip do Relações Públicas Ricardo Lowndes Dale. 

Fotos: Renato Wrobel 

NOSSOS DIAS . . .

Cena do filme “Alta Sociedade”, com Bing Crosby, Grace Kelly e Frank Sinatra, esses tinham classe

Chega de almoço e jantares de adesões, chega de cocktail em “malls” de “shoppings”, é isso todo dia… Não! Não! Não chega não,  é o que os comuns que se acham especiais mais querem e ainda querem mais… 

A sociedade elegante está cada vez menor e as recepções de classe causam tal “frisson” que os da “periferia” chegam a pedir pra ser incluídos entre os convidados. 

Para não esquecer ninguém, vamos lembrar aniversariantes que pedem para alguém, de sua intimidade, fazer uma vaquinha para lhe comprar um presente caro. Lógico que tal aniversariante, pra ficar bem no filme, diz, aos amigos, que não quer presentes… “quem quiser pode trazer qualquer alimento, não perecível, pra caridade...”

Agora é assim que a banda toca!

“FACE IT” FAZENDO SUCESSO NO MUNDO VEGANO

Julia e Elza Barroso

“Face It”, uma marca de batons veganos, que chegou no mercado brasileiro em 2017, com a grande missão de conscientizar a sociedade sobre cosméticos sem crueldade animal, com alta tecnologia.

Todos os batons são certificados pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), a maior organização de direitos dos animais do mundo. Com muito orgulho a marca faz parte do programa “Beauty Without Bunnies”garantindo que os produtos não são testados e nem possuem derivados de ingredientes animais.

As fundadoras da marca, Elza e Julia Barroso, atuaram por anos no mercado de moda, jornalismo, fotografia e meio ambiente. Mãe e filha, perseguem um ideal, um desafio, uma vontade de fazer diferente, de mudar hábitos e de ajudar com opções de cosméticos não convencionais, mantendo a sensualidade e beleza das mulheres, agregadas a uma vida saudável. E sem sofrimento animal.

“Nossa vontade é imensa em buscar soluções para nossas próprias vidas e consequentemente para todos. Por isso a Face It nasceu”, comenta Elza. 

“Simplesmente nos conscientizamos e resolvemos colaborar. O mundo não suporta mais o consumo de tóxicos e crueldade, isso vai ficar no passado. Tornar-se uma inspiração para outras pessoas, optando por uma vida saudável só depende de nós”, complementa Julia, em sintonia com um movimento que cresce cerca de 40% ao ano, ao redor do mundo.

CHICO À FRENTE DO ESCH CAFÉ DO LEBLON!

Maître Chico à frente Esch Café do Leblon

O famoso Chico, Francisco Rodrigues Souza, há dois meses comanda o Esch Café do Leblon, o “super point” da Rua Dias Ferreira, onde já é muito querido.

Até então Chico era “Maître” no Esch Café do Centro, havia já vinte anos. Foi lá que ele se habituou a atender os mais significativos nomes da vida social e econômica do Rio, o que continua a fazer com maestria.

OSKLEN: FOCO EM TECNOLOGIA!

A marca Osklen comemorou sua primeira loja com foco em tecnologia e experiência, dando força na vocação para renovar, o design e a conectividade.

Fotos: Bruno Ryfer

HILDEGARD ANGEL: ENCONTRO EM NITÉROI

Hildegard Angel / Foto: Brasil 247

Hildegard Angel, colega de imprensa, esteve em Nitéroi, no último dia 26, no 7° Encontro de Assinantes do 247. Hildegard debateu sobre a atividade política feminina no Brasil e na América do Sul. A jornalista falou sobre a burguesia do país, classe que conviveu durante anos, quando era colunista social do jornal “O Globo” e “Jornal do Brasil.

“Eu cresci em uma casa na qual eu ouvia mamãe dizer, e era uma frase muito popular na época, que ela era ‘o homem da casa’. Hoje, os homens da casa, as mulheres, são os homens e mulheres da resistência, elas não ficam em casa quando se trata de proteger a próxima geração de seus filhos, a geração que será de seus netos. Elas partem para o embate, e isso nós temos visto no Brasil massivamente, nas manifestações, nos movimentos sociais, nas campanhas políticas e, mais recentemente, nas manifestações de rua. A mulher tem feito um grande papel, como está cumprindo no Chile, Equador e em toda a América do Sul”, afirmou Hildegard Angel.

BOM FILHO A CASA TORNA…

O empresário Olavo Monteiro de Carvalho.

O empresário Olavo Monteiro de Carvalho retorna em breve à sua mansão no lindo icônico bairro de Santa Teresa, onde aconteceu um encontro famoso de Mick Jagger e Luciana Gimenez em 1998. Espera-se que sua empresa de biotecnologia (Geociclo) se recupere de sua dívida de 54 milhões de reais mais breve possível. Um grupo de São Paulo está reativando a empresa com nova direção, parece que em janeiro de 2020 a situação irá melhorar.

O empresário por enquanto está no Leblon, no apartamento de sua filha, Júlia Monteiro de Carvalho. Apesar da caríssima conta da “Light”, para manter sua residência em Santa Teresa, na Rua Almirante Alexandrino, Olavo resolveu retornar à sua antiga propriedade.

Os amigos torcem pela rápida recuperação.

ENTREVISTA COM A CONSULTORA MOTIVACIONAL ANNA SHARP

Anna Sharp

Nascida no Rio de Janeiro em 17 de outubro de 1940, viúva, Consultora motivacional, escritora e terapeuta, utiliza a física conceitual, ou das significações como base de seu trabalho de aperfeiçoamento humano. 

Já atendeu mais de 15.000 alunos no Brasil, Colombia, Portugal, Espanha e USA com seu método transformador: Processo de Pesquisa Interior (PPI). 

Dona de uma força e autenticidade que inspiram, Anna Maria de Andrade Sharp ou simplesmente, Anna Sharp é uma mulher que contagia quem está por perto. Consultora motivacional, escritora, terapeuta e acima de tudo, buscadora inata, Anna completou em outubro 79 anos de idade, dos quais, mais de 40 foram dedicados à uma incessante busca por respostas, sempre ligadas ao autoconhecimento e aperfeiçoamento humano.

Temas estes que até hoje ela aborda em seus cursos e vivências. Todos com o intuito de compartilhar seus aprendizados e oferecer ferramentas para o desenvolvimento pessoal e a melhorar nossa relação conosco e com o mundo.

E após um final de semana intenso de curso em sua casa na Serra da Bocaina, a vontade é de mergulhar pra valer na vida, ir em busca de mais e mais respostas e o mais importante segundo Anna: nunca se preocupa em agradar os outros! Foi inspirada por este final de semana que resolvi fazer algumas perguntas para Anna Sharp:

Carolina Lima: Anna sua vida é dedicada a buscas ligadas ao autoconhecimento e ao entendimento do universo e de como tudo isso funciona. Sendo assim, imagino que cada experiência que teve tenha sido única. No entanto, existe aquela da qual gostaria de repetir ou alguma especial, de que sinta saudades? 
Anna Sharp: Não; realmente cada experiência foi única, e a cada porta que se abria, surgiam mais dez portas para serem pesquisadas; porem até agora nenhuma me trouxe as respostas que eu buscava. Na verdade acontece exatamente o contrário: perdi o que achava que sabia, e estou a cada dia mais convencida de que nada sei!

CL: Existe algo na vida de que se arrependa? Vale para o que fez e para o que não fez…
AS: Na minha idade chegando aos 80, tenho pensado muito nisso, e a cada dia agradeço mais a Deus a vida que tive. Realizei quase todos os meus desejos, e os momentos difíceis que passei, ou os erros que cometi e que não foram poucos, me trouxeram tesouros de aprendizados imensuráveis, portanto viveria todos outra vez.
Sinto apenas um grande arrependimento, que não repetiria com certeza: o de haver fumado durante quase 50 anos!

CL: Ao longo de 40 anos de busca, você acumula inspiradoras e uma delas foi estar entre os primeiros brasileiros a percorrer o Caminho de Santiago. Mas de lá pra cá, muita coisa mudou, inclusive o acesso à informação e a superexposição através das redes sociais. Sendo assim, o quanto vc acha que esta “febre” por se expor nas redes sociais atrapalha algo tão intenso como percorrer o Caminho ou outra experiência que exija estarmos de corpo inteiro? 
AS: Estou  entre os 5 primeiros brasileiros que fizeram o Caminho de Santiago: o primeiro foi o Paulo Coelho, a convite de quem fui fazer o Caminho logo em seguida, e que foi sem dúvida uma das grandes experiências de superação de minha vida. Lá, entre muitas outras lições, aprendi que “não sou levada pelo meu corpo, e sim o contrário: eu levo o meu corpo”!
Quanto a exposição nas redes sociais, só existe para quem quer ser visto; recomendo aos meus alunos que se comuniquem o minimo possível, inclusive com os familiares. A solidão, durante as dificuldades do Caminho é fundamental para a descoberta de “quem somos” verdadeiramente por trás das inúmeras máscaras, que somos obrigados a usar no dia a dia…


CL:
Imagino que com a perda do Billy, seu marido e companheiro de jornada durante 57 anos, algo ai dentro tenha mudado. Pode me contar o que? Sua visão de mundo, forma de enxergar e sentir a vida…. Conte-me!

AS: Ainda estou perplexa e imersa numa tristeza profunda, e lentamente me dando conta de que a Anna independente, aventureira e sabichona, dependia do olhar orgulhoso que ele sentia de mim.
Estou aprendendo a ser só, e a fazer esperando apenas a “minha” aprovação…

CL: É indiscutível que estamos passando por uma transformação mundial em que aspectos sombrios (tanto do planeta quanto das pessoas) estão se tornando cada vez mais visíveis. Você atribuiria a esse fenômeno o fato de mestres espirituais como João de Deus e Osho (vide documentário da Netfix) terem sido “desmascarados”? Mesmo assim vc ainda acha válido termos a guiança de um mestre? 
AS:Sempre procurei gurus e mestres no mundo inteiro, esperando encontrar algum iluminado para me ensinar algo além… Não encontrei nenhum. Em todos via imediatamente a dualidade da qual somos feitos: a luz e a sombra, e consequentemente não os seguia, apenas pesquisava o lado de luz. Nunca encontrei nenhum “mestre” para me entregar como discípula. Hoje estou convencida que muito poucos “iluminados” (sem a sombra ou dualidade), passaram pela Terra, como Jesus, Buda e outros…

CL: E o Brasil, Anna? Tem jeito? risos…
AS: Na minha visão estamos sofrendo uma profunda mudança, e em poucos anos estaremos entre as três principais nações do planeta. 
Chegou a nossa hora!

FLASH X FLASH

  • Um dos movimentos para empresários mais importantes Nação Empreendedora do país recebe no Rio de Janeiro o presidente do Partido Novo, João Amoedo, para compartilhar suas experiências, dia 06/12, no Rio de Janeiro.
  • O cirurgião plástico Dr. Marcelo Daher, recebeu ontem em sua casa, na Urca, amigos para um almoço. Entre os presentes, o seu filho, o cirurgião da nova geração, Dr. Álvaro Cosac Daher, que em janeiro troca alianças com a estilista Carla Guimarães.
  • Isabelle de Ségur trocando a sua residência na Suiça, Crans-Montana, pela sua casa no Jardim Botânico.
  • Ana Luíza Capanema passando uma temporada em sua estância no Uruguai (Business).
  • Christiane Manhães, solteira novamente, embelezando a noite carioca.
  • Júlia e Maria Clara Kelly Dortort mudando sua residência na Califórnia para o Rio de Janeiro.
colunista social do jornal internacional Voz de Portugal; foi colaborador do Site Zé Ronaldo Müller; foi assessor especial de comunicação da presidência da Câmera de Comércio do Mercosul e da América Latina e apresentador do programa "Informal", do Canal Arte Tudo no YouTube.

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom saber que brasileiros estão retornando ao Brasil. Aqui é o nosso lugar. Devemos ficar e fazer o melhor. Temos que ajudar a este ÚNICO e fantástico Brasil dar certo. ViVA!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui