O governador Claudio Castro (PSC) vai criar mais uma secretária estadual, é a Secretaria de Desenvolvimento Local, Inovação, Produtividade e Desburocratização. E terá como secretário o atual deputado federal Vinicius Farah (MDB).

A secretaria terá como objetivo ajudar a recuperar a economia do Rio, que passa necessariamente pelas micro, pequenas e médias empresas. Se fizer um trabalho similar ao de Chicão Bulhões na Prefeitura do Rio, nem vamos reclamar de uma nova secretaria em um estado quebrado.

Farah foi oito anos prefeito de Três Rios, quando implementou políticas públicas que mudaram a realidade econômica daquela cidade e o levaram a ganhar cinco vezes o prêmio prefeito empreendedor Sebrae entre 2009-2016. Mas chegou a ficar preso por 3 dias durante a “Operação Furna da Onça“, só que por nomeações políticas no Detran em 2014, ele foi presidente do órgão em 2017. Na mesma operação foi preso o deputado estadual André Corrêa (DEM) por um erro bancário.

Julio Lopes volta a Câmara Federal

Júlio Lopes – Foto: Reprodução

Com a nomeação de Farah, assume o 2º suplente na Câmara, Julio Lopes (PP). É que em 2018 ainda havia chapa para eleições proporcionais, e para deputado federal era formada por DEM-MDB-PP-PTB, e o 1º suplente, Marcos Soares (DEM) ocupa a cadeira que é do secretário de Fazenda, Pedro Paulo (DEM).

Quem pode se beneficiar também é Leonardo Picciani (MDB), pois hoje o vice-prefeito de Nova Iguaçu, Juninho do Pneu (DEM), continua deputado federal. Através de liminares, tem conseguido manter-se ocupando os dois cargos numa situação aparentemente insustentável.

Mas, claro, Juninho pode renunciar sempre ao cargo de vice-prefeito, como fez Comte Bittencourt (Cidadania), que eleito vice-prefeito de Niterói, renunciou ao cargo e continuou deputado estadual.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui