Ruan Lira, Claudio Castro, Wilson Witzel e Otávio Leite

O governador Wilson Witzel anunciou, nesta terça-feira, 19/11, em visita ao Píer Mauá, para abertura da temporada de cruzeiros 2019/2020, que determinou a criação de um grupo de trabalho para fomentar o turismo náutico no estado do Rio de Janeiro. Segundo Witzel, o governo pretende estudar alternativas para ampliar o tempo de permanência dos navios no Rio de Janeiro e, assim, movimentar a economia fluminense.

O secretário de Turismo vai iniciar um grupo de estudo para começarmos um trabalho de estímulo à ampliação da temporada de navios. Além disso, conversarei sobre este tema com os governadores. Precisamos diminuir custos, convencer os governadores sobre a redução do ICMS do combustível, de taxas relativas aos custos das embarcações para que os navios fiquem mais tempo na costa brasileira – disse o governador em visita ao navio MSC Fantasia, que tem capacidade para 4,3 mil passageiros.

Até o dia 15 de abril de 2020, data de término da temporada de cruzeiros no país, o setor deve gerar 34 mil empregos diretos e indiretos, injetando nas cidades costeiras cerca de R$ 2,2 bilhões. O Rio de Janeiro é o principal destino dos turistas que chegam por navios e vai receber 112 chegadas.

O circuito de cruzeiros tem um potencial cada vez maior de se expandir no Rio de Janeiro. Precisamos trabalhar em conjunto para que mais pessoas possam embarcar no Píer Mauá e desembarcar além de abril do ano que vem. Esta é uma oportunidade importante pelo volume de negócios que o setor traz para o estado – destacou o secretário de Turismo, Otávio Leite.

Segundo o diretor-geral da MSC Cruzeiros do Brasil, Adrian Ursilli, mais de 200 mil hóspedes estarão circulando no estado do Rio nesta temporada regular de cruzeiros.

Além do Rio de Janeiro ser um porto de embarque importante, é também um porto de destino, portanto além dos hospedes previstos que chegam a 64 mil teremos mais 133 mil em trânsito nos demais municípios do Rio de Janeiro como Ilha Grande, Búzios, Cabo Frio, entre outros – disse.

2 COMENTÁRIOS

  1. Reinventando a roda, caro Governador? Esse grupo existe há mais de 20 anos (e tive a honra de fazer parte dele), mas infelizmente foi praticamente abandonado pelas últimas gestões. Bastava solicitar ao secretário Otávio Leite que o reativasse…

    “Grupo de Apoio e Fomento ao Turismo Marítimo e Náutico (Decreto 26.762, de 06/02/2003)
    Instituído pelo Decreto nº 24.031, de 3/02/1998 e alterado pelo Decreto nº 26.762, de 14/07/2000, o Grupo de Apoio e Fomento ao Turismo Marítimo e Náutico tem por objetivo promover estudos e propor medidas de estímulo ao fomento do Turismo Marítimo e Náutico no Estado do Rio de Janeiro.”

    (fonte: site da TurisRio, http://www.turisrio.rj.gov.br/projetos.asp)

  2. Ué, fala pro governador que o Morro da Providência fica ali perto, que os passageiros correm risco de bala perdida e ouvir um tiroteio de repente, aliás não existe isso nos pontos turísticos como ele mesmo disse.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui