X-Pay debate regulamentação do mercado cripto no Blockchain Rio

Empresário Oderli Feriani abordou o tema no maior evento de tecnologia blockchain da América Latina, que reúne mais de 60 mil pessoas.

Oderli Feriani - Blockchain Rio

A lacuna na Regulamentação Setorial de negócios fundamentados na rede blockchain foi destaque na programação do Blockchain Rio Festival – o maior evento do segmento da América Latina, realizado no período de 1 a 4 de setembro, no Rio de Janeiro.

Sendo um dos principais expositores do evento, o neobank X-Pay levou o tema “Blockchain ou Blockedchain?” para abordar uma análise irreverente do cenário atual e apresentar a solução regulatória inovadora para o mercado de criptoativos.

Para o fundador da X-Pay, Oderli Feriani, a descentralização e a transparência são a essência das atividades realizadas na rede Blockchain. E nesse sentido, a regulamentação não pode ir contra esses fatores.

Ele destaca que a autorregulamentação é a alternativa assertiva para assegurar ainda mais as transações de criptomoedas, tokens e outros criptoativos, reforçando a luta de combate à lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo, fraudes e outros crimes.

“Essa é a primeira vez que a indústria de tecnologia tem a oportunidade única de estabelecer as regras desse mercado. E se nós não fizermos isso, o mercado tradicional fará e nossos anseios não serão atendidos”, disse Oderli Feriani.

Durante a palestra mais aguardada da programação, o fundador da X-Pay lembrou de importantes exemplos de autorregulamentação que deram certo, como a Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE) e a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

O Blockchain Rio reúne mais de 60 mil visitantes e 250 palestrantes (nacionais e internacionais) com programação de feira de negócios, painéis temáticos, workshops e cursos, experiência no metaverso, gamefi space, exposição de realidade aumentada etc.

X-Pay Smart Money

O neobank X-Pay atua no segmento de multimeios de pagamentos através de ativos como tokens, criptomoedas e moedas fiduciárias, que leva o conceito de “smart money”, em prol da descentralização, facilitando operações financeiras para consumidores e empresas.

A empresa foi criada pelo diplomata e empresário Oderli Feriani, fundador de várias instituições financeiras e de tecnologia na Europa e nos Estados Unidos, com experiência de mais de 20 anos nesses segmentos.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui