Piscina com vista: uma das áreas da cobertura, que tem jardim suspenso, spa, sauna, salão de jogos e churrasqueira Foto: Divulgação

Como diz a sabedoria popular: “não tá fácil pra ninguém“. A crise do Coronavírus teria feito até um grupo de árabes, incluindo um xeique, desistir de comprar uma cobertura no bairro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, justamente pelo agravamento no quadro da Covid-19 no Brasil. O valor do imóvel? “Apenas” R$ 65 milhões, dinheiro de pinga pra essa galera, mas uma verdadeira fortuna para reles mortais como nós. As informações foram publicadas pelo jornal O Globo.

A cobertura de 3.900 metros quadrados e quatro andares, é considerada um das maiores do mundo e foi construída pela família Guinle nos final dos anos 30. O apartamento de luxo fica localizado na Praia do Flamengo e tem vista “só” para a Baía de Guanabara e o Pão de Açúcar.

Já foi alvo de reportagens aqui no DIÁRIO DO RIO, pois está à venda há mais de 8 anos. Corretores especializados consultados pela redação acham que o Xeique fez um bom negócio, em não adquirir o imóvel. “Este imóvel não vale mais que 25 milhões de reais. Salvo um caso de paixão incontrolável de alguém para quem valor de mercado seja algo irrelevante, este imóvel está super avaliado. No auge da valorização imobiliária do Rio, a cobertura do edifício Seabra, com a mesma vista e atributos semelhantes, foi vendida por menos de 1/6 deste valor.“, sentencia um experiente corretor de imóveis de luxo, que pediu para não ser identificado pela reportagem. Nos mesmos termos já se haviam pronunciado diversos outros, na matéria que publicamos há cerca de 1 ano atrás.

O palácio tem ainda tem cinco quartos, jardim suspenso com piscina, sauna, spa, churrascaria, sala de jogos, coleções de arte, pisos de mármore. Tudo isso, porém, não foi capaz de convencer o Xeique, que viu na piora da situação pandêmica no Brasil, um obstáculo e tanto para fechar o negócio. Muitos cariocas diriam para o magnata árabe: “E ta errado“?

A cobertura, que foi reduto da alta sociedade até o início dos anos 70, é muito utilizada para festas e filmagens. O cenário deslumbrante e o luxo das instalações serviram de locações de novelas como “Outro lado do paraíso” e “Amor de mãe” e do seriado “Nada será como antes”, todos da TV Globo, e ainda do filme sobre a vida de Jorge Guinle. 

Já houve, inclusive, a tentativa de registrar a cobertura, que esta a venda, pelo menos desde 2013, no Guiness Book, como a maior do mundo, mas o projeto não teve êxito.

O apartamento é ocupado pela família Fragoso Pires desde 1976, quando o imóvel foi comprado de Jorginho Guinle. Na época, os Guinle estavam em declínio financeiro.

Muitas das obras de arte da época dos Guinle fazem parte da decoração do local, e há, também o acervo dos Fragoso Pires. Contudo elas não estão à venda, apenas o imóvel mesmo, que convenhamos, já está caro o suficiente. Informações dão conta que os proprietários, que teriam ido à bancarrota, viviam da locação dos belos salões para festas e eventos.

Ficou interessado, carioca? Então veja o vídeo abaixo divulgado no Youtube com detalhes da residência:

1 COMENTÁRIO

  1. Não perdeu nada o Xeique.
    Afinal, a vista de cima pode ser bonita.
    Mas basta usar um binóculo que vai se decepcionar. É a sujeira por todo canto, mendigos e a falta de manutenção do Parque do Flamengo, com menos arborização do que apresentando em outros tempos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui