Tem novidade chegando no Jockey Club Brasileiro, na Gávea. Na próxima terça-feira, 9 de fevereiro, será inaugurado no local o restaurante Mandarim, idealizado pelo empresário Alexandre Trotta. A casa terá fusão das cozinhas oriental e contemporânea, com menu elaborado por três chefs: Leandro Mendes, que trabalhou ao lado do renomado Nao Hara por cinco anos; Ana Clara Richard, que já foi do extinto restaurante Asia, em Santa Teresa; e Thiago Ferrer, que trabalhou como confeiteiro no Mee e no Kitchen Asian Food.

Ainda sobre o Mandarim…

A proposta do Mandarim é oferecer uma gastronomia afetiva, que desperte os sentidos e proporcione momentos únicos de prazer à mesa. E mais: a coquetelaria será assinada pelo mixologista Renato Tavares, eleito o terceiro melhor bartender do país pelo World Class Competition. Destaque para o drink Assírios, com uísque americano com aroma de bacon, alga nori, vinho Jerez, especiarias e defumado em macieira.

A casa vai funcionar de segunda a terça, das 16h à 0h; de quarta a sexta das 18h às 2h; sábados e feriados das 12h às 2h; e aos domingos das 12h às 20h. Por conta da pandemia, o Mandarim irá trabalhar com 50% da sua capacidade.

Museu de Arte do Rio (MAR) ganha novo patrocinador

O Museu de Arte do Rio (MAR) ganhou um novo patrocinador neste começo de ano. O Grupo PetraGold, que tem se firmado no apoio de diversas iniciativas culturais, passou a apoiar a instituição. “O Rio de Janeiro está num momento novo, de restauração, com a nova Prefeitura e o MAR é muito simbólico para a cidade, com sua vocação natural para a inclusão social e com um acervo maravilhoso construído em muito pouco tempo, graças ao empenho das pessoas que dirigem o museu”, afirma Eduardo Braule-Wanderley, CEO do Grupo PetraGold. A novidade foi festejada com uma visita de Eduardo ao local, sendo recebido por Carlos Gradim, diretor-presidente do museu.

Maristar inaugura loja física em Botafogo

A recém-lançada loja virtual Maristar, comandada pelas sócias Priscila Cotrim e Maristela Alcântara, vai inaugurar um espaço físico, terça-feira que vem, 9 de fevereiro, em Botafogo. A empreitada tem conceito “armário coletivo”, com serviços de aluguel de roupas para toda ocasião e com preços acessíveis. O intuito é diminuir o consumo por impulso de forma responsável, sem deixar de estar na moda.

CCC-RJ abre as exposições “Gestualidade” e “Conexões”

A última quarta-feira, 3 de fevereiro, foi bastante movimentada no Centro Cultural Correios-RJ. Na ocasião, aconteceu a abertura das exposições “Gestualidade”, de Isabella Cesar, e “Conexões”, de Claudiah Arantes e Renata Arantes. Na primeira, a artista contrasta pinceladas rústicas sobre a delicadeza do linho. São 14 pinturas ao todo. Já a segunda retrata a força magnânima da natureza. Na foto acima, Cota Azevedo, Bia Sampaio e Isabella Cesar. Abaixo, Edson Cardoso, Roberto Gallo e Claudiah Arantes e Renata Arantes.

Preta Gil comanda bloco virtual e solidário

Tradição no Carnaval de rua desde 2010, o Bloco da Preta não vai desfilar este ano, assim como os demais blocos oficiais do Rio. Mas, animada como sempre, Preta Gil resolveu fazer uma versão virtual do fervo, via YouTube. Será no dia 14 de fevereiro, às 16h, com vista para a Baía de Guanabara, e participação de três convidados especiais: Alcione, Teresa Cristina e Mumuzinho. No repertório, sucessos do axé, samba, funk, MPB, sertanejo em ritmo de batucada. Durante a live, o público poderá fazer doações para catadores de latas e ambulantes que não vão trabalhar nas ruas durante o Carnaval.

TRÊS PERGUNTAS PARA ALFREDO LOPES, PRESIDENTE DA ABIH-RJ

Bastante afetado pela pandemia de covid-19, o setor hoteleiro está se “virando nos 30” para manter as portas abertas e evitar novas demissões. Muitos hotéis do Rio estão apostando nos próprios cariocas e fluminenses para ampliarem sua ocupação no feriado prolongado deste Carnaval sem folia, conforme conta Alfredo Lopes, presidente da Associação Brasileira da Industria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ). Confira a conversa que tivemos com o profissional:

Quais são os impactos para a rede hoteleira do Rio diante do cancelamento do Carnaval deste ano?

Alfredo Lopes: A pesquisa que divulgamos nesta semana retrata a realidade da pandemia. A taxa de ocupação está bem abaixo da registrada no ano anterior. Não é desejável, mas é compreensível, e não é uma exclusividade do Rio de Janeiro. Felizmente, o Rio possui uma vantagem competitiva frente a outros destinos, que é a sua diversidade de atrativos, que não se restringem somente as belas praias. Temos um enorme leque de experiências culturais, de compras, gastronomia e natureza, além da rede hoteleira mais moderna do país. Muitos hotéis em si funcionam como um verdadeiro destino, por reunirem gastronomia, piscinas, spas e rooftops charmosos, que já valem a viagem. Tudo isso com a garantia de todos os protocolos de segurança sanitária. Nos últimos anos, o mercado nacional tem se fortalecido entre os principais destinos emissores, e esse ano isso será ainda mais latente com o turismo dentro do próprio estado. Diante disso, os hotéis apostam nos próprios cariocas e fluminenses para ampliarem sua ocupação no feriado prolongado deste Carnaval sem folia.

Quantos hotéis na cidade do Rio ainda não reabriram devido à pandemia? Estes hotéis vão abrir em breve?

Alfredo Lopes: Segundo nosso último levantamento, cinco hotéis localizados nas regiões da Zona Sul, Centro e Barra ainda estão com suas operações temporariamente suspensas. Não existe uma previsão confirmada para a reabertura, depende muito da estratégia comercial de cada empreendimento, mas também, e principalmente, da recuperação da economia. 

No segundo semestre devemos ter boa parte da população vacinada e haverá feriados prolongados. O setor hoteleiro já esboça algum otimismo?

Alfredo Lopes: Esperamos uma recuperação lenta, porém gradual. Nosso principal emissor nacional é São Paulo, onde no momento há medidas mais restritivas para conter o vírus, o que reflete na ocupação hoteleira da cidade. O mercado internacional também está praticamente congelado. Mas esperamos que com a vacinação em massa possamos retomar o turismo para darmos um fôlego ao caixa das empresas. Também apostamos na retomada dos eventos para o segundo semestre e estamos confiantes dos próximos passos a partir da nova gestão municipal.

…FIO…DA…MEADA…

*** O Signatures, restaurante da Le Cordon Bleu, em Botafogo, convida Katia Barbosa para preparar uma feijoada, sábado que vem, 13 de fevereiro, com roda de choro do Quarteto Binha Thomaz.

*** Diogo Nogueira e Jéssica Viana não estão mais juntos, após pouco mais de dois anos de namoro. O término foi sem stress e eles continuam amigos.

*** Bella Rodrigues e Natascha Stransky apresentam em formato online a peça “Abuso”, hoje (6), amanhã (7) e no próximo fim de semana, às 20h. Ingressos aqui.

*** A ONG Casa de Apoio à Criança com Câncer São Vicente de Paulo, no Irajá, necessita de doações de alimentos ou recursos financeiros. A conta bancária da instituição é no Itaú – Agência 8252 – C/C 22222-2.

*** O DJ Alexandre Cappelli passou a comandar o som do Solar das Palmeiras Rio, na Ilha da Gigoia.

*** Comentário do sempre genial Tutty Vasques: “Navegando pelas redes sociais, a gente fica se perguntando quando, afinal, chegará o tal ‘povo normal’ de que tanto falam?”

Fotos: Mandarim – Raphael Medeiros / Eduardo Braule-Wanderley e Carlos Gradim – Cristina Granato / Priscila Cotrim e Maristela Alcântara – Yulia Timofeeva / Abertura da exposições – Marco Rodrigues / Preta Gil – Reprodução / Alfredo Lopes – Alexandre Macieira/Divulgação

Formado em Jornalismo desde 2007, Yuri Antigo é um paulistano que ama e respira o Rio de Janeiro. Já assinou colunas nas revistas Go Where Rio e Go Where Luxo, além de já ter colaborado com a coluna Beira-Mar, da Veja Rio. Em 2008 criou o blog Society Carioca, que anos depois ganhou novo porte e passou a se chamar Society Rio-SP. Atua também como Consultor de Comunicação e Relações Públicas. Recebeu, em 2017, o título de Embaixador do Turismo do Rio de Janeiro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui