Palco de festas badaladas no Réveillon, o Edifício Chopin, em Copacabana, terá uma virada de ano bem diferente desta vez. Por conta da pandemia de covid-19, o conselho de administração do condomínio (que engloba também os prédios Balada e Prelúdio) pede aos moradores que os festejos tenham até 10 pessoas e avisa que o limite é de duas pessoas por viagem de elevador. Além disso, o uso de máscaras é obrigatório durante a circulação nas áreas comuns.

O comunicado enviado aos moradores diz: “Vamos deixar para fazer uma grande celebração, com todo conforto e segurança, na virada de 2021/2022, quando aí, sim, estaremos todos vacinados e poderemos festejar o controle da pandemia e a retomada da vida normal”.

Localizado ao lado do Hotel Copacabana Palace, na Av. Atlântica, o Chopin foi construído em 1955 e é lar de figuras conhecidas, como a atriz Maitê Proença, a socialite e jornalista Narcisa Tamborindeguy, a apresentadora Liliana Rodriguez e também do cantor e compositor Gilberto Gil. Em 2005, o edifício foi enredo da escola de samba Vizinha Faladeira.

Yuri Antigo
Formado em Jornalismo desde 2007, Yuri Antigo é um paulistano que ama e respira o Rio de Janeiro. Já assinou colunas nas revistas Go Where Rio e Go Where Luxo, além de já ter colaborado com a coluna Beira-Mar, da Veja Rio. Em 2008 criou o blog Society Carioca, que anos depois ganhou novo porte e passou a se chamar Society Rio-SP. Atua também como Consultor de Comunicação e Relações Públicas. Recebeu, em 2017, o título de Embaixador do Turismo do Rio de Janeiro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui