Alerj aprova tombamento do Terreirão do Samba como Patrimônio Histórico e Cultural do Rio

Após o tombamento, ficará proibida qualquer realização de descaracterização, mudança ou destruição no equipamento, salvo em casos de obras urgentes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Um dos lugares mais celebrados do Rio de Janeiro, o Terreirão do Samba Nelson Sargento, localizado na Praça Onze, receberá o título de Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Rio de Janeiro. A iniciativa resulta da aprovação do Projeto de Lei 1.875/23, de autoria do deputado Dionísio Lins (PP), aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), em discussão única, nesta terça-feira (19). A matéria será encaminhada ao governador Cláudio Castro (PL), que terá o prazo de até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

Para o deputado, o tombamento do Terreirão trará mais segurança para o espaço, que é o berço do samba e da cultura popular carioca.

“O Terreirão é o berço do samba e atende a população com atrações populares e grandes eventos de música. A preservação trará a segurança de que o local será eternizado para fins de atrair turistas e cidadãos interessados em cultura e entretenimento”, Dionísio Lins em seu projeto.

Após o tombamento, ficará proibida qualquer realização de descaracterização, mudança ou destruição no Terreirão do Samba, assim como a transferência definitiva de suas atividades, excetuando em caso de urgente de obras eventuais.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Alerj aprova tombamento do Terreirão do Samba como Patrimônio Histórico e Cultural do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui