Mistério Matemático: Estado transforma 1 cargo em 31 ‘sem aumento de despesa’

O cargo original, com um salário aproximado de R$ 16.500, foi fragmentado em 31 subsecretários adjuntos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O Governo do Estado transformou um único posto de subsecretário de Governo em 31 cargos distintos, conforme publicação recente no Diário Oficial nesta segunda-feira (13/05), sob a promessa de “sem aumento de despesa”. As informações são do portal “Tempo Real”

O cargo original, com um salário bruto aproximado de R$ 16.500, foi fragmentado em uma teia de 31 subsecretários adjuntos, diretores, superintendentes e coordenadores, o que, se dividido igualmente, resultaria em um salário de R$ 532,26 para cada posição.

Surge então a incerteza se a recentemente instalada CPI da Transparência da Alerj também abordará esse enigma. A deputada Martha Rocha (PDT) lançou a sugestão de que a comissão investigue essas multiplicidades de cargos.

“Que a CPI lance luz sobre essa questão da metamorfose de um cargo em muitos. Nunca sabemos onde eles estão. Espero que, entre outras questões, ela esclareça esse aumento descontrolado e abusivo dos cargos em comissão”, destacou Martha.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Mistério Matemático: Estado transforma 1 cargo em 31 ‘sem aumento de despesa’
Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. Não é o serviço público que é uma zona, mas os que elegemos para gerir e legislar o serviço público…aí é que está o verdadeiro bacanal…e desde muitos anos…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui