10 dicas de etiqueta para o Carnaval

Não quer fazer feio no Carnaval? Confira as dicas dos especialistas em etiqueta e comportamento Alberto Sabino e Fernanda Britto

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vira Lata - Foto: Alex Ferro | Riotur

Os dias de folia se aproximam e muita gente já está pensando em que fantasia vai usar, além de preparar a sua lista de blocos e escolas de samba preferidos. No entanto, nem só de confete, serpentina e muito samba vive o Carnaval. Alberto Sabino e Fernanda Britto, especialistas em Etiqueta e Comportamento, separaram dez dicas para não fazer feio nos dias de Momo. Seja na Sapucaí, nos bailes ou nos blocos de rua. Confira!

1 – Cuidado com as redes sociais

Na empolgação do momento, é natural que você, folião, saia publicando tudo o que vê pela frente. Mas tome cuidado: não poste fotos ou vídeos de pessoas em situação constrangedora, seja por excesso de bebida ou outros motivos. Mesmo se for você essa pessoa, a não ser que queira mesmo aparecer, não importa como. Depois, não reclame de eventuais consequências!

2 – Não exagere no álcool

Beber demais é uma das principais gafes que os dias de folia proporcionam. Para evitar passar da conta, peça a algum amigo para dar um toque se você passar dos limites na animação. Entre outras consequências, além do vexame local, alguém pode postar esse seu mico nas redes.

3 – Fez algo errado? Falou demais? Peça desculpas, se for possível

Se você descobre no dia seguinte que cometeu uma gafe ou ofendeu alguém, pense em uma maneira de pedir desculpas. Ou, se for impossível, não fique comentando sobre o caso e simplesmente o delete. Voltar ao assunto pode ser pior e gerar ainda mais constrangimento.

Advertisement

4 – Lugar de lixo, é no lixo!

Não é porque é carnaval que a cidade deve ficar toda suja. Procure jogar o lixo em lugares apropriados e evite colocar objetos que possam ferir outras pessoas, como garrafas de vidro quebradas, por exemplo. Não jogue nada nas ruas! As cidades possuem muitas latas de lixo para atender essa demanda. Não custa nada você pegar o lixo que produziu e jogar no lugar certo. Os lixeiros passam todo dia de manhã e de noite para recolher e deixar as latas de lixo vazias para o outro dia de festa.

5 – Não se convide, nunca!

Não insista além da conta pra ser convidado para camarotes, almoços e eventos em geral. O anfitrião, ou organizador, tem um limite de pessoas para respeitar e, mesmo que você se considere uma pessoa “convidável”, pode não ser possível. Não estrague sua amizade por causa disso!

6 – Nada de pratos cheios, furar fila do bufê ou pegar a cadeira de outra pessoa

Não faça pratos super cheios quando for convidado. Repita algumas vezes, se for conveniente. E não passe na frente de quem já está se servindo na mesa do bufê. Furar fila é de uma falta de educação…Respeite a cadeira já utilizada por outra pessoa e não se sente em mesas onde não seja bem-vindo.

7 – Aposte em roupas sensuais, mas sem vulgaridade

Gosta de pouca roupa, principalmente no Carnaval? Existe uma diferença entre ser sensual e ser vulgar. Se você tem alguma consideração pela sua imagem pessoal e profissional, lembre-se disso. A não ser que, em sua profissão, se vestir assim seja o foco. Sim, é possível ter muita animação e descontração sem perder seu estilo elegante, se for essa a sua vontade. Começando pelo respeito aos outros e passando por suas atitudes e maneira de se vestir.

8 – Cuidado com materiais que podem machucar das fantasias

Não use em sua fantasia materiais que possam machucar outras pessoas, como arames expostos e outros. Isso, claro, vale para o caso de você mesmo escolher sua fantasia, customizá-la e montá-la. Nos desfiles das escolas de samba, as fantasias são mais elaboradas. Sendo assim, use-as somente na apresentação na Avenida e, depois, troque de roupa.

9 – Não confunda paquera com assédio

Todos sabem que a folia combina com paquera. No entanto, é fundamental saber diferenciar um interesse maior com assédio. Nada de importunar as pessoas de forma agressiva. Uma coisa é tentar a sorte e ser bem recebido, outra é levar um fora, por conta do outro não estar afim, e você não saber lidar com isso. Paquerar é livre e permitido. Assédio é crime. Não é não.

10 – Use os banheiros químicos

Para atender a população de forma mais eficiente, as prefeituras têm colocado banheiros químicos à disposição. Use os banheiros! Eles estão ali para isso. Uma cidade limpa é muito melhor para todos, ainda mais quando está mais cheia! As pessoas precisam saber se comportar. Usar banheiro químico não é somente prova de elegância, mas de civilidade e inteligência.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp 10 dicas de etiqueta para o Carnaval
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. 11- Usar os blocos de Carnaval para divulgar informações de como o Rio de Janeiro é saqueado nos seus lucros de petróleo e gás para beneficiar outros estados e municípios que não são municípios fluminenses.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui