Fiscalização encontra 58 kg de alimentos impróprios para o consumo em mercados do Rio

Em um dos estabelecimentos, os fiscais encontraram animal morto, larvas e equipamentos soltos no depósito

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Fiscais da Prefeitura fazem vistorias em supermercados da Zona Nota da cidade / Foto: Júlia Passos

A Comissão de Segurança Alimentar da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizou vistorias, nesta segunda-feira (30), em diferentes redes de supermercados, em Marechal Hermes e, em Cascadura, ambos na Zona Norte do Rio de Janeiro. Na ação, que contou ainda com a participação do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária (Ivisa/Rio), os agentes descartaram 58 quilos de alimentos que estavam fora do prazo de validade.

No primeiro estabelecimento, a fiscalização da Prefeitura do Rio encontrou 13 quilos de alimentos impróprios para consumo, mas em condições sanitárias satisfatórias.

“Havia algumas embalagens rompidas, um produto descongelado e algumas linguiças com a validade vencida. O estabelecimento se encontra adequado, mas tinham alguns termos de intimação que também viemos verificar. Um deles foi cumprido integralmente e o outro, não. Então, lavramos um novo termo para que eles realizem as adequações”, afirmou Lívia Castilho, auditora fiscal do Ivisa.

No segundo estabelecimento, no entanto, as condições não eram as melhoras. Lá a fiscalização encontrou animal morto, larvas e equipamentos soltos no depósito. O supermercado foi multado pela Vigilância Sanitária tanto pela precariedade na higiene, quanto pelos produtos impróprios para consumo. O supermercado terá um prazo de até 60 dias para corrigir as irregularidades e, caso contrário, será interditado.

Advertisement

“Encontramos produtos com embalagens abertas, com fungo e vencidos, totalizando aproximadamente 45 quilos de alimentos descartados. Também estava sendo realizada uma obra na padaria, que foi paralisada”, explicou Castilho.

O presidente do colegiado, deputado Alexandre Knoploch (PSC), salientou que é importante a participação da população na luta pela qualidade sanitária e de produtos vendidos no mercados do Rio. Ele disse que as denúncias podem ser feitas através Disque Segurança Alimentar da Alerj e da Vigilância Sanitária.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Fiscalização encontra 58 kg de alimentos impróprios para o consumo em mercados do Rio
Advertisement

5 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui