6 Bares tombados pelo patrimônio histórico no Rio de Janeiro

Adega Pérola

O Brasil está totalmente em alta em relação ao turismo. Esse ano, diversas cidade sediaram a Copa da Confederações, em 2014 será a vez da Copa do Mundo. Mas em 2016 será o Rio de Janeiro terá o maior destaque, com as Olimpíadas sendo realizadas inteiramente na cidade. E devido a todos esses holofotes que a cidade irá receber, muitas melhorias tem sido feitas para valorizar ainda mais as belezas cariocas.

Uma das principais mudanças que a cidade terá é em relação ao trânsito, principalmente na região do centro da cidade. Novos caminhos estão sendo construídos e várias ruas estão sendo restauradas para exaltar a beleza de construções antigas da cidade. No ramo dos imóveis, vários prédios históricos já foram tombados para facilitar a administração de imóveis que pertencem ao passado e a história do Rio de Janeiro.

Mas uma medida adota pela prefeitura tem chamado bastante atenção dos turistas e dos próprios moradores da cidade: dezenas de bares da cidade foram tombados como Patrimônio Cultural Carioca. É isso mesmo! Agora os tradicionais bares cariocas estão sendo tombados para proteger a história do Rio. E eles estão por todos os bairros, Copacabana e Centro são os locais que concentram o maior número de bares tombados, porém eles também estão presentes nos bairros da Zona Norte, como é o caso do tradicional “Bar e café Brotinho” que fica localizado no bairro da Tijuca.

E se a questão é tradição, esses bares merecem mesmo estar na lista dos tombados. Separamos alguns dos principais e mais tradicionais bares com algumas dicas de localização e o diferencial do bar. Confira!

1. Bar Brasil

Bar Brasil

Localizado na Lapa, na rua Mem de Sá, o Bar Brasil é conhecido por oferecer pratos alemães como o famoso doce strudel (uma espécie de torta de banana), mas seu maior destaque é o Chopp que é servido bem gelado.

2. Cosmopolita

Cosmopolita

Outro tradicional bar da Lapa, região central do Rio, é muito conhecido por ser o local onde foi inventado o Filé à Oswaldo Aranha. O prato foi feito especialmente para o Oswaldo Aranha, diplomata que era freguês do bar.

3. Armazém São Thiago

Armazém São Thiago

Localizado em Santa Tereza, era sede de um antigo armazém. Famoso por sua cachaça da casa que é fabricada em Minas Gerais, o bar ainda está sendo administrado pela família do fundador e é um dos mais badalados de Santa Tereza.

4. Adega Pérola

Adega Pérola

Situado na Rua Siqueira Campos, em Copacabana, o bar tem uma história muito comovente, pois passou por uma crise financeira, e quase foi vendido para uma rede de bares, porém ele foi “salvo” por um conjunto de frequentadores assíduos do bar que se juntaram para evitar a falência do tradicional bar. Seu prato de maior destaque é o polvo ao vinagrete.

5. Bar Lagoa

Bar Lagoa

Situado na Lagoa, como já dava para prever, é outro que tem bastante história para contar. Ele mudou de nome, pois era chamado de Bar Berlim. Além de se destacar por servir comida alemã, a arquitetura de sua construção é um brilho a parte.

6. Lamas

LAmas

Localizado numa das mais famosas ruas do bairro do Flamengo, a Marques de Abrantes, o Café Lamas é muito tradicional. Fundado em 1874 no Largo do Machado e mudou sua localização para a atual apenas quatro anos após ser inaugurado. Foi frequentado por figuras ilustres como Getúlio Vargas e Machado de Assis. Atualmente se mantém muito movimentado até a madrugada e é famoso pela canja de galinha.

Diversos outros bares ainda estão na lista dos que foram tombados pela prefeitura do Rio. Vale a pena procurar e conhecer cada um deles, que trazem em sua essência uma parte muito importante da história da cidade.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui