A indireta de Eduardo Paes sobre as férias de Cláudio Castro – Bastidores do Rio

A versão mequetrefe do Reviver Centro em São Paulo; a indelicadeza de Paes com um secretário. academia virtual coloca mil pessoas para suar na Cidade das Artes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

Versão Sampa
A Prefeitura de São Paulo e a Associação Comercial da cidade resolveram fazer uma versão do Reviver Centro, chamada Projeto de Reestruturação do Triângulo Histórico da Cidade de São Paulo.

Versão Sampa II
Consiste na troca do piso, instalação de valas e drenagem, aprimoramento da iluminação, implementação de sinalização, instalação de câmeras e a colocação estratégica de 14 totens…

Versão Sampa III
Parece que faltou um Washington Fajardo, um Chicão Bulhões e um Eduardo Paes para dar consultoria ao projeto. O pessoal do Instituto Rio 21 e do Aliança Centro do Rio podem ajudar; Bruno Kazuhiro, que planejou o Dias de Glória, está dando consultoria.

Viagens
Tem coisas que são óbvias, por exemplo, no Rio de Janeiro choverá entre janeiro e março, e poderá haver desastres.

Advertisement

Leia também

Há quarenta anos fazendo fantasias com materiais recicláveis, ex-empregada doméstica se destaca em concursos e tem fotos espalhadas pelo mundo

Crítica: Sel d’Ipanema – mais que um beach club, um refúgio gastronômico à beira-Mar

Viagens II
Sabendo disso, o governador Cláudio Castro poderia muito bem ter evitado o desgaste, e a viagem de apenas 2 dias, não ter ido para Orlando em janeiro.

Viagens III
Ainda teve que aguentar a indireta de Eduardo Paes, que disse em entrevista não tirar o olho da cidade do fim de novembro ao início de abril.

Viagens IV
Fica a dica para algum deputado estadual: proíbe-se férias de governador no período que vai de novembro a abril.

Indelicado
Foi, no mínimo, indelicado o convite de Eduardo Paes à Ricardo Capelli para a SEOP; é de imaginar que seria para o cargo de secretário, que está ocupado por Brenno Carnevale.

Cidade da Ginástica
O Taylor Swift do Mercado Fitness, Ricardo Lapa, colocou na Cidade das Artes em um sábado de manhã mais de mil pessoas para suar durante um aulão ao vivo da sua academia virtual Foguete.

Seminários da FINEP
O presidente da FINEP, Celso Pansera, e seu chefe de gabinete, Fernando Peregrino, farão a abertura, no dia 16, a partir das 10h, dos seminários “Transição Energética” e “Descarbonização na Indústria”, com a presença de Anderson Gomes, secretário-adjunto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, entre outros convidados.

Resposta da Secretaria de Transportes
Em relação à nota publicada no Diário do Rio na última sexta-feira (12/1) sobre a garagem de Paciência, a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) esclarece que o contrato com a Statled para a conclusão das obras não foi emergencial. O que de fato ocorreu foi uma contratação para concluir o remanescente da obra não realizada pela empresa Belmac, vencedora da licitação para execução da construção da garagem.

A Belmac pediu à SMTR uma rescisão amigável do contrato por nao ter condições de concluir a obra. Seguindo o rito legal, foI convocada a segunda colocada do processo de licitação, a empresa COPA, que não teve interesse em executar a obra no mesmo valor oferecido pela Belmac. Então, foi convocada a terceira colocada, Statled, que aceitou concluir a obra pelo mesmo valor oferecido pela Belmac. Como parte da obra já havia sido executada pela empresa que desistiu do contrato, o valor do saldo remanescente para conclusão da construção foi de R$ 30 milhões.

Vale destacar que a dispensa de licitação neste caso está em conformidade com o artigo 24, inciso XI da Lei 8666/1993 que diz que: é dispensada licitação na contratação de remanescente de obra, serviço ou fornecimento, desde que atendida a ordem de classificação da licitação anterior e aceitas as mesmas condições oferecidas pelo licitante vencedor, inclusive quanto ao preço devidamente corrigido.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp A indireta de Eduardo Paes sobre as férias de Cláudio Castro - Bastidores do Rio

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Sobre o Reviver SP, boas ideias devem ser mantidas e até copiadas. Pelo menos em SP estão falando em melhoria da infra pública com controle público. Fica mais para o saudoso Rio Cidade dos anos 1990 e que ainda tem melhorias funcionando até hoje, como os postes da Rio Branco. Aqui no Reviver Centro só tivemos apenas incentivos aos construtores e donos de imóveis, subvenções de difícil controle do gasto (alguma prestação de contas?). Difícil a população enxergar efeitos práticos dos consultores. Quanto ao convite do Dudu ao ex-vice-Ministro da Justiça, hoje tratado pela mídia como reserva de luxo do Real Madrid a ser emprestado a clube brasileiro com a maior festa, é lacração pura. O que falta na cidade é a SVDM (Secretaria do Vai dar Merda), como o Carlos Osório desempenhou na SMTR nas obras da Olimpiada e o Soranz agora na pandemia. Falta rosto na prefeitura que transmita ação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui