Do dia 15/01 em diante, a distribuição gratuita das primeiras duas sacolas deverá ser encerrada pelos estabelecimentos comerciais. A decisão foi deliberada após Conselho Diretor Extraordinário da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) para que o consumidor tivesse mais tempo para se adequar à Lei.

“Essa é uma primeira medida em prol do meio ambiente. Nós, da ASSERJ, sempre acreditamos que o setor conseguiria mostrar sua preocupação com o meio ambiente. A campanha é apenas o reflexo de que podemos ir muito além e contribuir ainda mais para o Rio de Janeiro. Temos a certeza de que podemos evoluir bastante nesse sentido. O primeiro passo já foi dado e impacto gera resultados expressivos”, revela Fábio Queiróz, presidente da ASSERJ.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Em seis meses de adequação da Lei que proíbe a distribuição das sacolas plásticas convencionais (produzidas com 100% de petróleo) no Rio de Janeiro, a ASSERJ identificou a redução de cerca de 50% na distribuição de sacolas plásticas pelas redes associadas. Desde que a Lei entrou em vigor, em 26 de junho de 2019, cerca de um bilhão de sacolas plásticas deixaram de ser distribuídas no Estado.

O levantamento foi feito pela ASSERJ junto aos estabelecimentos que estão cobrando o preço de custo pelas sacolas retornáveis e aderiram ao movimento “Desplastifique Já!”, lançado no dia 25 junho de 2019.

12 COMENTÁRIOS

  1. Quando nada se faz, as pessoas reclamam, quando se começa a fazer, as pessoas reclamam. Esse foi um grande passo, parabéns a todos, e isso tende a prosseguir, com fabricantes substituindo embalagens as mais diversas, como já temos alguns, trocando plastico por papel. interessante que quem reclama não deixa de tomar bebidas em copos plasticos e de comer em praticos de plastico, com talheres de plastico, festas as mais diversas servindo as coisas em recipientes de plastico, vamos tomar jeito gente, cada um faça a sua parte. Agora vão querer boicotar os supermercados porque eles finalmente estão ajudando?????? Voces merecem ir pro inferno mesmo, comer plastico, microplastico, terem os rins obstruidos por microplasticos, VSF.

  2. Não entendo …os plásticos dos alimentos como feijão, arroz, etc…os sacos plásticos vendidos para colocar lixo, etc…esses não poluem?
    Acho isso muito estranho…

  3. Quando vou à praia fico imaginando como as sacolas, plásticos, guimbas de cigarros, tampas de refrigerantes, fraldas e etc., vão parar sozinhas lá? O ser humano é que precisa ser reciclado!

  4. Gostaria de saber o que farão com as garrafas de refrigerantes, sucos, copos, talheres e pratos descartáveis que vivem espalhados pelas ruas. Nos polpem dessa hipocrisia. Nem todos embarcam nas mentiras que vocês vivem espalhando tentando passar preocupação com meio ambiente. Gente sem noção.

  5. Só não entendo por que não fazem a mesma coisa com as garrafas pet…
    O buraco é mais embaixo né!???
    As tal garrafas pet poluem tanto quando ou até mais!
    Quero ver proibir e ter quê brigar com os gigantes dos refrigerantes…rs

  6. Exato…e que os tão cuidadosos supermercados fiquem com suas mercadorias nas prateleiras…ou enfiem no… deixa pra lá…
    Viva o nosso ministro do meio ambiente, que acha que a Amazônia é coisa de comunista !!!

  7. É as sacolas vão sozinhas poluir o meio ambiente? Prendam as sacolas e os canudos de plásticos.
    A sim, o povo é tão educado né? São exemplo de cuidarem dos seus lixos e os descartam sempre em lugares adequados.

    • Exato…e que os tão cuidadosos supermercados fiquem com suas mercadorias nas prateleiras…ou enfiem no… deixa pra lá…
      Viva o nosso ministro do meio ambiente, que acha que a Amazônia é coisa de comunista !!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui