Abastecimento de água em São João de Meriti passa a ser monitorado em tempo real 

A cidade conta com 23 macromedidores, aparelhos que servem para medir a quantidade de água disponibilizada por algumas das “portas” de entrada da água em São João de Meriti

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

Com investimento de R$ 2 milhões da Águas do Rio, São João de Meriti se tornará o primeiro município da área de atuação da concessionária a contar com telemetria em 100% das principais estruturas do sistema de fornecimento. Isso significa um monitoramento, em tempo real, capaz de controlar e garantir a qualidade da água em áreas críticas.

Em seu Centro de Operações Integradas (COI), localizado na Zona Portuária da capital fluminense, a empresa conta com informações sobre pressão e volume da água em diferentes e estratégicos pontos do sistema que abastece o município. 

A cidade conta com 23 macromedidores, aparelhos que servem para medir a quantidade de água disponibilizada por algumas das “portas” de entrada da água em São João de Meriti. Para conseguir monitorar o sistema em tempo real, a concessionária inicialmente recuperou o sistema de macromedição instalado em tubulações de grande porte, como as adutoras, garantindo a retomada da medição da vazão nas redes de distribuição. 

Advertisement

Também foram implantadas válvulas novas e modernas nas adutoras, o que permitirá, em breve, a instalação de equipamentos para monitoramento e controle remoto. Uma destas intervenções foi realizada e já está em operação: a automação da válvula que libera água da Adutora Principal da Baixada Fluminense para uma tubulação que reforça o fornecimento em São João de Meriti. 

Além do monitoramento da vazão de entrada e saída da água por meio dos macromedidores nas grandes tubulações, a concessionária está com olhar atento também às redes internas do sistema. Para isso, iniciou a instalação de medidores de pressão em 38 pontos estratégicos, normalmente nas partes elevadas ou pontas da rede, onde é mais difícil garantir a chegada da água.

Todo esse processo de monitoramento incluiu ainda melhorias nas unidades de bombeamento. Ao todo, o município tem 51 sistemas de bombeamento monitorados em tempo real. Nas quatro maiores unidades, localizadas nos bairros São Mateus, Jardim Meriti, Éden e Coelho da Rocha, a empresa não só controla os principais parâmetros, mas também analisa a operação das bombas de forma remota.

Manutenções em medidores de vazão também garantiram um melhor monitoramento do nível da água em três importantes reservatórios da cidade: Coelho da Rocha, Jardim Meriti e São Mateus. Até dezembro, equipamentos de telemetria também serão instalados no reservatório de Vilar dos Teles.  Realizadas em apenas dois meses, essas ações de melhoria contaram com a participação de 60 profissionais.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Abastecimento de água em São João de Meriti passa a ser monitorado em tempo real 
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui