Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Absorventes higiênicos poderão ser distribuídos gratuitamente para alunas das escolas públicas do estado do Rio de Janeiro. O item passa a ser considerado de necessidade básica para a saúde e higiene feminina, em conformidade com a lei 9.404/21, aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A medida foi sancionada pelo governador Cláudio Castro (PL) e publicada na última sexta-feira (17/9), no Diário Oficial do Estado. De acordo com o texto da lei, a distribuição dos absorventes será realizada na secretaria ou coordenadoria das escolas e, preferencialmente, por funcionária mulher. Além disso, a direção da unidade escolar deverá afixar cartazes informando da disponibilidade dos kits higiênicos femininos em suas secretarias.

A lei é de autoria original da Dani Monteiro (Psol), e co-autoria dos deputados André Ceciliano (PT), Eurico Junior (PV), Renata Souza (Psol), Carlos Minc (PDB), Martha Rocha (PDT), Enfermeira Rejane (PCdoB), Flavio Serafini (PSol), Bebeto (PODE), Dionisio Lins (PP), Waldeck Carneiro (PT), Sergio Fernandes (PDT), Celia Jordão (Patriota), Eliomar Coelho (PSol), Mônica Francisco (PSol), Luiz Paulo (Cidadania), Franciane Motta (MDB), Danniel Librelon (REP), Subtenente Bernardo (PODE), Alana Passos (OSL), Tia Ju (REP), Marcus Vinícius (PTB), Vandro Família (SDD), Valdecy Da Saúde (PTC), Marcelo Dino (PSL), Marcelo Cabeleireiro (DC), Márcio Canella (MDB), Sérgio Fernandes (PDT), Giovani Ratinho (PROS), Marcos Muller (SDD), Jair Bittencourt (PP) e Zeidan (PT).

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui