Ação da Cidadania lança campanha ‘Natal sem Fome’ em Copacabana

O objetivo da entidade é transformar a orla mais famosa do mundo em um espaço de conscientização e solidariedade, para que as pessoas reflitam sobre a gravidade da fome e o desmonte de políticas públicas voltadas para a segurança alimentar. Confira como doar

Foto: divulgação

A fome é uma realidade cruel na vida de muitos brasileiros. De acordo com dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), divulgados recentemente, 33 milhões de brasileiros que passam fome no Brasil. E para contornar essa situação lamentável, a Ação da Cidadania, a maior entidade de combater à fome do Brasil, iniciou neste domingo, (16/10), a campanha ‘Natal Sem Fome’, na praia de Copacabana, na altura da Avenida Princesa Isabel, na Zona Sul do Rio.

O objetivo da entidade é transformar a orla mais famosa do mundo em um espaço de conscientização e solidariedade, para que as pessoas se aprofundem e reflitam sobre a gravidade da fome e o desmonte de políticas públicas voltadas para a segurança alimentar.

Rodrigo “Kiko” Afonso, diretor executivo do Ação da Cidadania, afirma que é desumano ver pessoas se alimentando de restos, carcaças e não fazer nada.

“A escolha entre o que comprar e o que deixar no carrinho nunca é fácil para ninguém. E quem passa por isso sabe que é impossível sobreviver com tão pouco por mês e ainda pagar todas as contas. É sobre isso que queremos chamar atenção esse ano. Vamos levar para Copacabana equipamentos que vão simular as compras de comida de famílias que vivem com esse valor. A intenção é que as pessoas reflitam sobre a realidade econômica que o país vive atualmente e que a fome é um problema de todos. Não podemos passar mais um ano vendo a população se alimentando com restos, carcaças, peles e correndo atrás de caminhões de lixo. Se isso não é desumano, não sei mais o que é”.

No local há um totem onde cada pessoa que for ao local poderá simular compras gastando até R$ 303, que é a renda de 18% das famílias brasileiras. A ideia é criar uma reflexão sobre a situação de pessoas que precisam comprar alimentos e ainda pagar as contas como água, luz, gás e aluguel, entre outros.

Uma árvore de Natal foi decorada com carcaças e restos de alimentos e uma mesa foi instalada para lembrar a celebração da ceia.

O lançamento da campanha no Rio de Janeiro tem um motivo especial, de acordo com a ONG. Cerca de 15% da população do RJ não tem o que comer.

“De todas as campanhas do Natal Sem Fome que fizemos, em 30 anos de história, sem nenhuma dúvida esta é a mais importante. Não apenas pelo tamanho da fome em todo país, mas principalmente pela negligência e até negação com que ela vem sendo tratada por quem a deveria enfrentar, ou seja, o poder público”, ressalta Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania.

Mais de 300 comitês e lideranças voluntárias estarão presentes no evento. Também haverá espaço para arrecadação de alimentos, painéis informativos, atividades para crianças e loja para venda de produtos da ONG.

O Natal Sem Fome desse ano integra o Pacto pelos 15% com Fome, movimento liderado pela Ação da Cidadania, que completou três meses na última sexta-feira, (15/10), atingindo a marca do equivalente a 1500 toneladas de alimentos arrecadados. O  Pacto foi inspirado no grande chamamento que o fundador da ONG, Herbert de Souza, o Betinho, promoveu há quase 30 anos, quando também convocou o país inteiro a assumir um papel ativo na luta pelo direito à alimentação, movimento que deu origem à Ação da Cidadania – Contra a Fome, a Miséria e pela Vida.

As doações para o Natal Sem Fome devem ser realizadas pela internet até o final de dezembro, na página oficial (www.natalsemfome.org.br) ou através do PIX: doe@natalsemfome.org.br.

Foto: Divulgação
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui