ACRJ e Fecomércio RJ promovem eventos culturais no Centro da cidade

Parceria dá início ao projeto de Valorização e Difusão do Acervo Artístico da Associação Comercial do Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Maria Martins com sua obra na visita que fez à ACRJ Foto: Arquivo Nacional

As duas principais instituições ligadas ao comércio do Rio de Janeiro, a ACRJ e o Sistema Fecomércio RJ, através do Senac RJ, se unem para promover diversos eventos na área cultural. A exposição Maria Martins: obra em destaque, apresentando a escultura “Galo Gaulês II” foi inaugurada na última sexta-feira, (24/03). Esta obra faz parte do acervo cultural da Casa de Mauá formado ao longo dos 213 anos de sua atuação. O objetivo das duas entidades é aproximar o público da obra de Maria Martins, marcando os 50 anos da morte da artista e os 67 anos de sua visita ao espaço para inaugurar a escultura. A exposição também comemora o mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher.

Na oportunidade será feita a apresentação do livro O Jornal do Commercio 1822-1922, publicação que relata os 100 anos da história do Brasil, com destaque para a importância do comércio no desenvolvimento da economia e da sociedade em geral. E o Projeto Música no Museu: Clássicos da Bossa Nova e do choro, com a saxofonista, flautista, arranjadora Daniela Spielmann, que fará uma homenagem ao centenário de Waldir Azevedo.

Ao longo do período de exposição da escultura, que fica em cartaz até dia 31 de maio, serão realizadas algumas ações, entre elas uma mesa-redonda com a curadora Fernanda Lopes e a escritora Ana Arruda Calado, no dia 4 de abril, às 15h, no auditório da instituição, e a exibição do documentário “Maria, não esqueça que venho dos trópicos”.

Todas essas atividades fazem parte projeto de Valorização e Difusão do Acervo da ACRJ. Durante todos esses anos, a Associação Comercial do Rio não apenas construiu um dos mais célebres monumentos do Art Déco – o Palácio do Comércio, onde funciona sua sede – como reuniu uma coleção com obras de arte integradas (esculturas, quadros e documentos), além de mobiliário.

Advertisement

Leia também

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

AquaRio promove primeira sessão para pessoas com Autismo

“Reconhecemos o papel crescente e abrangente da Cultura e da Economia Criativa em sua dimensão econômica, em escala mundial e brasileira, especialmente no estado do Rio de Janeiro. Neste sentido, a Associação Comercial, com esta importante parceria da Fecomércio RJ, entende sua responsabilidade em ampliar o protagonismo cultural que deve exercer, motivo pelo qual resolveu apoiar ou desenvolver diretamente ações e projetos significativos a serem viabilizados em 2023”, explicou o presidente em exercício da ACRJ, Daniel Homem de Carvalho.

Ele adiantou que outras iniciativas estão previstas com o objetivo de valorizar este acervo histórico e artístico da ACRJ. Entre elas, visitas guiadas aos espaços, catalogação do acervo e disponibilização online.

O Sistema Fecomércio RJ e a Associação Comercial desenvolvem um importante trabalho em prol do comércio do Rio de Janeiro, e é de extrema importância reforçarmos nossos laços. Que a abertura da exposição e lançamento do livro sejam o início de uma produtiva parceria para o fortalecimento do comércio fluminense e a valorização da nossa história e cultura”, explica Antonio Florencio de Queiroz Junior, presidente do Sistema Fecomércio RJ.

A Associação Comercial compreende seu papel histórico, além de sua missão institucional, incentivando e valorizando as atividades culturais e seu rico acervo. E nada melhor do que iniciar este projeto expondo a escultura “Galo Gaulês II”, da artista Maria Martins”, ressaltou o presidente do Conselho Empresarial de Assuntos Culturais da ACRJ, Douglas Fasolato.

A iniciativa, além da parceria com o Sistema Fecomércio RJ, através do Senac, conta com o apoio do 15º Cartório.

Características da obra

A obra “Galo Gaulês II” foi adquirida pela ACRJ para o Clube Comercial, que funcionava em seu edifício-sede, e foi pré-inaugurado com a presença da artista, em março de 1956.

Galo Gaulês II, 1955

Material: Bronze

Dimensões: 1,38 x 86,5 x 23,5 cm

Fundição Zani

Biografia de Maria Martins

A escultora, pintora e desenhista Maria Martins (Campanha, MG, 1894 – Rio de Janeiro, RJ, 1973) é internacionalmente reconhecida e a única brasileira considerada integrante do surrealismo. Ela é também um nome fundamental para a história do modernismo. Viveu em várias partes do mundo, estudando arte e produzindo seus trabalhos em cidades como Tóquio, Paris, Copenhague, Bruxelas e Washington.

Além de artista, foi poeta, jornalista e uma pensadora ativa sobre o papel da mulher na sociedade. Em sua obra, a artista criou formas orgânicas e selvagens, como se as figuras humanas sofressem um processo de metamorfose em que os corpos se tornam formas inventadas, parecendo animais, plantas ou mesmo monstros.

André Breton, líder do movimento surrealista, reconheceu a vanguarda da escultora brasileira, e sobre ela escreveu, como informa a placa alusiva à obra na sede da ACRJ. Nela diz que “Maria conseguiu de modo maravilhoso capturar sua fonte primitiva… a aurora, a felicidade, a calma, e mesmo às vezes o puro deleite”. Mas a própria artista se definia como “o meio-dia pleno da noite tropical”.

SERVIÇO

Eventos: Exposição da escultura Galo Gaulês, de Maria Martins; apresentação do livro O Jornal do Commercio 1822-1922; e exibição do Projeto Música no Museu: Clássicos da Bossa Nova e do choro

Abertura da exposição dia 24 de março, às 11h30

Horário de visitação: de 2ª a 6ª feira, de 10h às 17h (até dia 31 de maio)

Local: Sede da ACRJ – Rua Candelária, 9, hall de entrada – Centro/RJ.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp ACRJ e Fecomércio RJ promovem eventos culturais no Centro da cidade

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 ACRJ e Fecomércio RJ promovem eventos culturais no Centro da cidade
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui