Afinal a marca Rio 2016 é plágio ou não é?

Rio 2016 e Telluride FoundationA logo para o Rio 2016 ficou linda, as cores, o Pão de Açúcar desenhado, as pessoas de mãos dadas. Tudo ótimo até alguém descobrir que há outras logos bem parecidas, além da pintura “A Dança” de Matisse, e logo começaram a dizer que a Agência Tátil plagiou o desenho.

 

Realmente se observamos a marca da Telluride Foundation a semelhança é inegável. Claro que o diretor da Tátil disse que não houve plágio e que já esperava comparações com outras marcas. Mas sempre se pode ter uma desculpa, os mais velhos devem lembrar daquela cena clássica de “Um Príncipe em Nova York”:

Look… me and the McDonald’s people got this little misunderstanding. See, they’re McDonald’s… I’m McDowell’s. They got the Golden Arches, mine is the Golden Arcs. They got the Big Mac, I got the Big Mick. We both got two all-beef patties, special sauce, lettuce, cheese, pickles and onions, but their buns have sesame seeds. My buns have no seeds.

Danca de MatisseNão acho que com a Tátil foi bem assim. Os símbolos são até parecidos mas não são idênticos. De alguma forma os artistas, como é o caso dos designs do Rio 2016 sempre se inspirarão e é muito difícil saber de onde veio aquela ideia. Nossa mente é formada de tudo aquilo que ouvimos e aprendemos, foram 150 pessoas trabalhando na marca e ela nasceu assim. Da união do pensamento de vários indivíduos diferentes.

 

Também não creio na possibilidade do COI deixasse passar algo que pensasse ser um plágio de uma tela do Matisse e, de novo, a logo é parecida, lembra, mas não é idêntica. A maior semelhança está com a marca da Telluride Foundation mas ainda assim ela parece mais um grupo dançando (como a tela acima), enquanto a criação da Tátil lembra mais um grupo se abraçando.

 

Bem, essa é minha opinião. E qual é de vocês? Respondam a enquete abaixo:

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire9035 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

22 Comentários

  • Anderson Reply

    20 de Janeiro de 2011 at 12:40

    Com certeza a logo do Carnaval de Salvador 2004 é um plagio, igualzinha a logo Telluride Foundation; agora dizer q a logo do RIO 2016 é muito semelhante a logo da Telluride Foundation é piada.kkkk Acho que alguém, q não tem conhecimento nenhum sobre arte, design e etc, possa falar a respeito sobre essa logo marca ou qualquer outra… Haaa´, quero ressaltar que as Olimpíadas (assim como a de Pequim) é as Olimpíadas do Rio e não do Brasil; SIM, o RJ esta dentro do Brasil, mais somente o Rio será visto, (por isso o pão de açucar)claro q eu, como um bom mineiro, gostaria q fosse na minha cidade Ipatinga MG.kkkk Então, só acho q os críticos ai de plantão, só estão c/ dor de cotovelo… essa agência conseguiu passar a mensagem em uma só imagem (colectividade, abraços, comunhão, etc) e o mais legal, o cartão postal do Rio, (Outra coisa, p/ os críticos. Digite COMMUNITY LOGO no google imagens e depois vá ate o dicionário e veja o q significa CONCEITO.kkkkkk Abçs

    Link: http://esporte.uol.com.br/rio-2016/ultimas-noticias/2011/01/04/logo-de-rio-2016-agrada-designers-que-descartam-possivel-plagio.jhtm

  • Junior Reply

    10 de Janeiro de 2011 at 11:24

    Parece mas não é , plágio seria se fosse igual . Leiam a noticia abaixo :

    http://esporte.uol.com.br/rio-2016/ultimas-noticias/2011/01/04/logo-de-rio-2016-agrada-designers-que-descartam-possivel-plagio.jhtm

  • allan mahet Reply

    4 de Janeiro de 2011 at 22:59

    Minha opinião
    Logo dos Jogos Olímpicos Rio 2016: Modernidade sem Alma
    Após meses de suspense foi lançada a Logo dos Jogos Olímpicos Rio 2016.
    O desenho criado pela agência Tátil Design representa pessoas de mãos dadas num formato que lembra o Pão de Açúcar, cartão postal do Rio. Ela traduz com inspiração o espírito olímpico e seus atletas, o Rio e os cariocas, sua natureza, sentimentos e aspirações.
    Obviamente que, principalmente em se tratando de uma logo olímpica, não irá agradar a gregos e troianos, mas é inegável a melhor receptividade do que teve a marca da Copa do Mundo de 2014.
    Em minha leiga avaliação ocorreram erros e acertos na marca.
    Como destaque positivo ressalto a clara inovação em propor uma logo tridimensional, diferente de tudo que já havia sido criado em termos olímpicos. Foram raros os momentos em que a mediocridade (Tóquio 64, Los Angeles 84 e Atlanta 96) foi deixada de lado e propuseram algo novo, como por exemplo em Munique 72, Barcelona 92 e Atenas 2004, sem cair no ridículo como Londres 2012.
    No entanto creio que, apesar de bem resolvida a marca perde em espírito olímpico. Parece que falta algo. Parece que não lembra Olimpíadas. Sobra modernidade, beleza e uma certa leveza mas falta alma.
    http://amahet.blogspot.com/2011/01/logo-dos-jogos-olimpicos-rio-2016.html

    • Leandro Reply

      4 de Janeiro de 2011 at 23:32

      A logo seria perfeita se fosse para algum evento da UNICEF. Como olimpíadas, realmente concordo que não entrou muito no tema (independente se é plágio ou não). Algo mais esportivo, mais apaixonado como a logo da candidatura.

  • Rafael Oliveira Reply

    4 de Janeiro de 2011 at 18:18

    Parecidos certamente são, mas plágio nunca. Dizer que a logo das olimpíadas é plágio é o mesmo de não saber o real significado de tal palavra. Realmente qualquer logotipo ou logomarca tem alguma semelhança com alguma outra coisa, da mesma forma que qualquer livro tem semelhanças com antigas publicações. É muito dificil ser 100% original, ainda mais quando falamos de algo que pode ter sido baseado em uma obra de arte. Fato que o próprio COI e empresas esportivas não apoiaram esses grupos pessimistas.

    Porque dizem por aí que a Lomomarca da Copa é horrível e ainda chamam de plágio (E não “falta de originalidade”) de não sei o que aí de Chico Chavier (realmente é horrível e todo mundo reclamou, além da semelhança com a foto de Chavier). Agora também jogam defeito na logo das Olimpíadas que realmente é muito bonita. Brasileiro só sabe reclamar.

    Existe uma grande diferença entre “inspiração”, “plágio” e “sátira”. Esse povo deve aprender a diferenciar as três palavras que são parecidas, mas de longe igual. A inspiração, eu acredito, que foi mais com a pintura “dança de matisse” do que essa empresa que quase ninguém – já – ouviu falar.

  • Pauline Reply

    4 de Janeiro de 2011 at 10:52

    Ficou linda a marca!
    Não é plágio, não.
    Esqueceram da logo da Copa?
    Além de feia é copiada e sem imaginação,e a agencia ganhadora….hummmmm

    Agora não existe nada que não tenha já sido pensado ou feito….tempos modernos….o que é uma tese de mestrado e doutorado??? pesquisa?????
    ou cópias……..

  • Esther Souza Reply

    4 de Janeiro de 2011 at 00:54

    “Neste mundo nada se cria tudo se copia.”

    Essa é uma frase que todo mundo conhece e tenho certeza que a maioria concorda, o ser humano cria as coisas em base daquilo que já conhece, isto é, ele não cria, ele modifica uma realidade que ele conhece dando ideia de modificação para outras pessoas e assim sucessivamente. O que ocorreu foi a tentativa de criação do homem, que acabou dando polêmica por conta do tamanho que a propaganda significa, se não fosse a logo do Rio 2016 nunca teriam percebido que algo assim já avisa sido usado. Não devemos julgar os “criadores” da logo, eles estão apenas fazendo o trabalho deles e levando nosso país de cara com o mundo, vamos apoiá-los e mostrar que brasileiro também é gente, porque não é assim que os estrangeiros pensam sobre nós.
    Enfim, parabenizo todos os envolvidos na criação da logo e do seu video de apresentação e todo o markering envolvido.
    Feliz Ano Novo a todos

  • Juliana Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 23:14

    Me desculpem por fugir do assunto do blog, mas será que alguém consegue me responder a pergunta que farei abaixo?

    O metro quadrado mais caro do RJ já está na faixa do dobro do metro quadrado mais caro de SP. Mesmo assim os jogos monopoly e banco imobiliário insistem em colocar avenidas e bairros de SP como sendo muuuuito mais caros e valiosos que os do RJ. Bairrismo da estrela e do tradutor americano?

    Só sei que, por conta dessa pouca vergonha eu boicoto ambos os jogos e sempre desisto de comprá-los quando meus filhos pedem e vejo o absurdo já na capa.

    Espero que alguém me explique esse absurdo, ou então que venha a aderir ao boicote, rs! 😉

    • Leandro Reply

      4 de Janeiro de 2011 at 19:47

      Simples: A tradução oficial dos jogos são feitas aqui no Brasil.. advinha aonde? Um “chopps” pra quem acertar.

  • Leandro Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 18:27

    Muitos profissionais da area estão defendendo a agencia dizendo que não é plágio. OK, mas que pelo menos ADMITA que houve no mínimo inspiração e não essa de “nunca vimos antes!”.

    As marcas são diferente, óbvio. Porém os traços dos bonequinhos (do dorso p/cima) é exatamente igual! Basta ver o bonequinho verde! Digamos que usaram “os MESMOS bonequinhos” p/criar OUTRA logo. Isso é inegável! Então que por favor venham a público e digam que os bonecos em si não foram criação deles. Aí eu me daria por satisfeito.

  • Rui Marques Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 17:48

    Há gente que só gosta de dizer mal. Só o que eles fazem (ou não fazem) é que é bom.

    Sempre encontram defeitos no que é feito.

    Já conheço o estilo.

    Deixem-se de idiotices. Não há plágio nenhum.

  • Leo Ribeiro Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 12:08

    Hoje no design assim como na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma!

    Concordo com o João quando diz que

    “O mundo tem bilhoes de pessoas, achar algo que seja parecido é muito fácil, quero ver criar algo totalmente original nunca antes visto na face da terra…”

    Parabéns à agência TÁTIL, brilhante projeto!!

  • Airton Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 07:05

    Penso que não é uma réplica porém, houve forte inspiração da agência carioca no símbolo amaericano. Acho que faltou gente experiente no trabalho e vamos, mais uma vêz, pagar de “chupeteiros”!
    A Olimnpíada começou mal mas não há problema: o Sr. Carlos Nuzman, o grande “gestor esportivo” carioca e brasileiro, achou “maravilhoso” e é isso que importa!!

  • Daniel Guimarães Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 02:35

    Aliás, como um colega meu disse.
    Parece que muita gente anda bebendo da fonte do Matisse…

  • Daniel Guimarães Reply

    3 de Janeiro de 2011 at 02:33

    Como designer gráfico eu posso dizer. As logos são parecidas, mas daí dizer que houve plágio é demais.
    Plágio é uma cópia daquelas que se colocássemos as duas marcas lado a veríamos algo idêntico. Não é caso.
    Vejo sim, semelhanças e vejo que a marca carioca parece ter se inspirado na americana… E daí?
    O logo da Globo tem semelhanças com o da CBS…
    E o conceito do logo do SBT é plágio do logo da ABC.
    E tantas outras marcas são semelhantes mundo afora…
    Aliás, a própria marca do Diário do Rio me parece inspirada na da Sociedade Viva Rio ou na do Supermercado Zona Sul ou ainda na…
    Se começarmos a enumerar os logos semelhantes, vou passar a vida falando.
    É parecida, pode SIM ter sido inspirada na Telluride, mas a nossa é 1000x vezes mais bonita, MAIS COMPLEXA e muito mais bem executada.

  • roberto carlos moreira Reply

    2 de Janeiro de 2011 at 23:48

    Depois dizem que raio não caí duas vezes no mesmo lugar. Certa vez tava eu andando distraído, pensando em bola de futebol,e levei uma bolada de volei na cabeça. Êta,mundo pequeno.FELIZ ANO NOVO : http://www.wtn.com.br

  • Joao Reply

    2 de Janeiro de 2011 at 20:54

    O mundo tem bilhoes de pessoas, achar algo que seja parecido é muito facil, quero ver criar algo totalmente original nunca antes visto na face da terra…
    .
    Agora, nunca ouvi falar dessa fundação, e provavelmente uma grande parcela dos que dizem que é plagio também e bem provavel que os responsáveis também… Se ainda fosse uma Coca-cola da vida, beleza, mas não é uma fundação super desconhecida.
    .
    Devemos lembrar que as cores são baseadas no simbolo olímpico. Sendo as olimpiadas mais famosa que a fundação, sera que a escolha das cores foi plagio?!
    .
    O Desenho é muito diferente, se o logo fosse de uma cor só ninguem ia se tocar nisso…
    .
    Acho que tudo nao passa de mania de achar defeito no trabalho dos outros, ficou fenomenal essa logo, tudo a ver com nossa cidade de nosso momento!
    .
    Se bem que, se esse logo é plagio da fundação, o da COPA certamente é plagio de nosso famoso compatriota chico xavier, me desculpem, forcam muito…

    • andré Nascimento Reply

      6 de Janeiro de 2011 at 12:53

      Jão, plágio não se define por quem é mais famoso. Plágio é por ordem de lançamento. Muitos estão se apegando ao TERMO e não aos FATOS. O significado de plágio não encaixa no que está acontecendo. juridicamente não tem como CANCELAR a marca… nem seria um negócio positivo. É melhor enfrentar as criticas e engolir o ego do que perder milhões.
      Essa marca é conhecida nacionalmente por quem se interessa por CASOS de design aqui no Brasil. Foi uma marca já plagiada por um artista baiano para o carnaval de 2004 de Salvador.
      A marca do RIO é muito boa. Mas foi descaradamente copiada.

  • Leandro Reply

    2 de Janeiro de 2011 at 20:14

    Não se deram nem o trabalho de modificar o fato de o bonequinho da esquerda ser verde e o do outro canto (com o angulo diferente dos outros) ser o azul.

    Desculpe, eu até tento, mas não dá. A agência ficou queimada.

  • Leandro Reply

    2 de Janeiro de 2011 at 20:11

    Meu caro amigo: Não existe inspiração no mundo que consiga fazer tão igual aos dois bonequinhos do canto, mais precisamente na parte superior (acima do ombro). Impossível ser tanta coincidencia.

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password