Agentes da Patrulha Maria da Penha atuarão em 5 pontos do Rio durante o Carnaval

A iniciativa tem como objetivo coibir crimes contra a integridade das mulheres, além de socorrê-las em possíveis situações críticas.

Agentes da Patrulha Maria da Penha atuarão em 5 pontos do Rio para coibir o assédio sexual contra as mulheres / Divulgação

Agentes da Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida (PMP-GV) atuarão neste carnaval em locais de maior concentração de foliões, como o Sambódromo. A iniciativa tem como objetivo coibir crimes contra a integridade das mulheres, além de socorrê-las em possíveis situações críticas. Durante os plantões os guardas da PMP-GV distribuirão ventarolas impressas esclarecendo os limites legais entre uma simples paquera e o assédio sexual.

O Rio de Janeiro contará com a atuação de 5 equipes da Patrulha, sendo duas delas na área central da capital: uma no Sambódromo e outra na Central do Brasil. A Patrulha atuará ainda na Avenida Intendente Magalhães, na Zona Norte da cidade; no Caminho Niemeyer, em Niterói; e na área do Cabofolia, na Praia do Forte, em Cabo Frio.

O trabalho da Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida (PMP-GV) focará em orientar os foliões para que eles saibam que a importunação sexual é crime, passível de pena de 1 a até 5 anos de reclusão, conforme a Lei 13.718/18.

A estratégia de atuação da PMP- GV tem um caráter preventivo e de conscientização, no entanto, os agentes estarão prontos para atuar em episódios de violência contra mulher em apoio ao policiamento ordinário.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui