Águas do Rio e BNDES aprovam financiamento de R$ 19,3 bilhões para investimento nas redes de água e esgoto do Estado

Através da obras realizadas pela concessionária, 8 mil trabalhadores foram contratados, sendo 4,5 mil moradores de favelas

Foto: Divulgação

O Conselho de Administração da Águas do Rio e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovaram a contratação de um financiamento de até R$ 19,3 bilhões por parte da concessionária, que pertence ao grupo Aegea. O investimento de longo prazo será destinado ao aprimoramento do sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário nos 27 municípios que fazem parte da sua área de atuação no Estado.

O financiamento integra a estruturação financeira erigida pelo grupo Aegea para que a Águas do Rio execute os investimentos previstos na maior concessão do setor no Brasil ao longo de 35 anos. O financiamento, que foi estruturado em uma modelagem de project finance, é o primeiro do tipo, no País, para o setor de saneamento. Além disso, a concessionária contará com outras fontes de financiamento, entre elas estão agências multilaterais. Com isso, a Águas do Rio sinaliza ao mercado que está alinhada com as melhores práticas globais de ESG. A estimativa é de que a empresa invista diretamente mais R$ 40 bilhões no Estado, para a universalização dos serviços de água e esgoto. A meta é que tal realidade seja alcançada nos primeiros doze anos, em consonância com o novo Marco Legal do Saneamento.

“A aprovação do financiamento ocorre quando acabamos de completar um ano de nossas operações no estado do Rio, já tendo resultados que geram confiança e mostram o poder de transformação social e ambiental do saneamento. A concessão, cuja modelagem foi desenvolvida pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro e pelo próprio BNDES, representou um passo importante no amadurecimento do setor. E acreditamos que este financiamento é um avanço para toda a sociedade, pela capacidade que a Águas do Rio vem demonstrando em transformar a vida dos fluminenses”, afirmou o presidente da Águas do Rio, Alexandre Bianchini.

O CFO da Aegea, André Pires, destacou a capacidade do grupo de captar investimentos para um projeto de grande impacto social: “A Aegea mantém o fortalecimento de seu posicionamento como plataforma de investimento, atraindo capital necessário para a universalização do saneamento por meio da adoção das melhores práticas de governança corporativa, com crescimento sustentável, disciplina financeira e conhecimento de mercado”.

Com 1 ano de atuação no Estado, a Águas do Rio já realizou mudanças significativas na realidade fluminense. A companhia levou água encanada de qualidade para 250 mil pessoas, e ampliou o alcance da tarifa social para mais 90 mil famílias, beneficiando 340 mil pessoas. Foram realizadas ainda obras e trocas de equipamentos, além da instalação de 160 km de novas redes que beneficiaram milhões de pessoas, com melhorias no fornecimento de água e na coleta e tratamento de esgoto. Através da obras realizadas pela concessionária, 8 mil trabalhadores foram contratados, sendo 4,5 mil moradores de favelas.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui