Águas do Rio e Inea fiscalizam despejo irregular de esgoto em galeria pluvial de Copacabana com uso de robô

Robô monitorado encontra dejetos em tubulação que deveria ter apenas água de chuva. Operação marca início de ações de proteção de canais e praias da Zona Sul

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Com foco em combater a poluição de rios, canais e praias da Zona Sul, a Águas do Rio iniciou, nesta sexta-feira (02/09), a fiscalização de despejo de esgoto na rede de drenagem da capital. A primeira ação aconteceu com o apoio do Inea, em Copacabana, e contou com a ajuda de um pequeno robô móvel, capaz de percorrer tubulações e identificar imóveis que jogam esgoto e em galerias de águas pluviais e não na rede adequada. 

As fiscalizações que começam a partir de agora estão embasadas na Lei Federal 11.445/2007, que afirma que toda edificação, seja prédio, comércio ou casa precisa estar conectada à rede pública de esgoto, quando essa existir. 

O esgoto lançado irregularmente acaba caindo onde deveria passar apenas a água da chuva, contaminando corpos hídricos e contribuindo com o surgimento de línguas negras nas praias, por exemplo. Isso faz com que as fiscalizações sejam extremamente importantes para proteger o meio ambiente”, afirma o diretor superintendente da Águas do Rio com atuação na capital, Sinval Andrade

Nas ações, a tecnologia é a grande aliada da concessionária. É por um monitor que os técnicos acompanham as imagens registradas pelo robô, enquanto percorre as tubulações de água pluvial. Se alguma contaminação é identificada, o equipamento é direcionado para descobrir sua origem. A equipe então confirma se há despejo irregular na rede, jogando corante na caixa de ligação do edifício suspeito e acompanhando se o líquido colorido chega até a galeria de drenagem. 

Advertisement

Leia também

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Vídeo: Raio atinge Cristo Redentor durante registro de visitante

Essa iniciativa é fruto de um acordo de cooperação técnica entre a Águas do Rio e o Inea, onde as duas entidades somam esforços, não somente com colaboradores, mas também com tecnologia para atuar no diagnóstico, buscar onde estão sendo esses despejos e notificar as pessoas que estão fazendo isso para que elas se regularizem”, destaca Philipe Campello, presidente do Inea.

Prédio residencial é notificado em Copacabana

Robo Águas do Rio e Inea fiscalizam despejo irregular de esgoto em galeria pluvial de Copacabana com uso de robô

Na ação desta sexta-feira, um edifício da rua Cinco de Julho, em Copacabana, foi notificado pelos técnicos após constatação de que despeja esgoto na rede pluvial. O empreendimento tem agora um prazo de 30 dias para realizar a adequação necessária. 

Finalizado o prazo, a concessionária retornará para avaliar se a situação foi regularizada. Caso o prédio não tenha tomado providência, estará sujeito a multas. 

Juntamente com a fiscalização, nossas equipes farão o trabalho de sensibilização de moradores sobre o combate à poluição e o papel que cada um tem para proteger rios, canais e praias, por meio da disposição adequada do lixo, do controle do despejo de óleos e gordura na rede e do uso adequado do sistema de esgoto. O que queremos é convocar a população para que nos apoie nessa empreitada, cobrando que seus condomínios façam a coisa certa”, finaliza Sinval. 

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Águas do Rio e Inea fiscalizam despejo irregular de esgoto em galeria pluvial de Copacabana com uso de robô

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez, imbecis, falando de coisas que desconhecem.
    A Cedae sempre fez essas investigações, utilizando essa tecnologia que não é novidade nenhuma, como exemplo 20 anos atrás, numa grande operação na zona sul foram identificados 314 pontos de lançamento irregular, apurados, imóveis notificados e solucionados.
    A Águas do Rio simplesmente se utilizou de informações e do conhecimento dos técnico da Cedae, para dar sequência a esse trabalho.

  2. Devem fazer isso com urgência no centro da cidade, cujos ralos de águas pluviais fedem a esgoto constantemente. Podem começar pela Rua do Ouvidor, onde o cheiro do esgoto invade o comércio

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui