Alerj aprova orçamento de 2024 com déficit estimado de R$ 8,5 bilhões

Rombo previsto é maior que o dobro do projetado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias de julho deste ano

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em discussão única, nesta quarta-feira (13/12), o Projeto de Lei Orçamentária Anual PL 2.289/23. A previsão é de receita líquida de 104,6 bilhões e despesas de R$ 113,1 bilhões, com um déficit de R$ 8,5 bilhões. Por terem sido incorporadas emendas durante a votação, a redação final do texto ainda será apreciada em plenária nesta quinta-feira (14/12).

O documento não levou em consideração medidas que ainda precisam ser aprovadas em plenário antes do recesso ou que ainda não foram sancionadas pelo Executivo. Um exemplo é o PL 2.570/23, que aumenta a alíquota modal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 18% para 20%. A previsão é de que haja aumento de arrecadação de R$ 1,9 bilhão ao ano.

O possível déficit de R$ 8,5 bilhões é mais que o dobro do indicado na Lei de Diretrizes Orçamentárias que o governador Cláudio Castro sancionou em julho. Para 2024, a previsão era que o déficit fosse de R$ 3,6 bilhões. O rombo aumentaria para R$ 6 bilhões em 2025 e para R$ 8,5 bilhões em 2026.

Segundo o governo, apesar dos esforços para redução de despesas, o estado passou a perder R$ 10 bilhões por ano com a redução de alíquotas do ICMS.

Advertisement

Leia também

Proposta do BNDES para o Centro do Rio inclui calçadões e parque no Canal do Mangue

Há quarenta anos fazendo fantasias com materiais recicláveis, ex-empregada doméstica se destaca em concursos e tem fotos espalhadas pelo mundo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Alerj aprova orçamento de 2024 com déficit estimado de R$ 8,5 bilhões

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui