Alerj aprova projeto que torna Feira Nordestina de São Cristóvão patrimônio do RJ

O governador Cláudio Castro tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar o texto

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A Feira Nordestina de São Cristóvão pode se tornar Patrimônio Histórico, Turístico, Cultural e Gastronômico do Estado do Rio. É o que determina o Projeto de Lei 935/23, da deputada Tia Ju (REP), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em segunda discussão, nesta terça-feira (10/10). O texto será encaminhado para o governador Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

Em plenário, a autora comemorou a aprovação da proposição: “a feira faz parte da história e da cultura do nosso estado como o mais importante espaço de representação nordestina. Lá é possível experimentar o melhor da nossa culinária e se divertir em família, com muita música regional, artesanato e folclore. Viva o povo nordestino que tanto contribui para o nosso estado e país”.

A feira fica localizada no Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, no Bairro de São Cristóvão, na capital. O espaço também já foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

Também assinam o texto como coautores os deputados Luiz Paulo (PSD), Lucinha (PSD) e Martha Rocha (PDT).

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Alerj aprova projeto que torna Feira Nordestina de São Cristóvão patrimônio do RJ
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Alerj aprova projeto que torna Feira Nordestina de São Cristóvão patrimônio do RJ
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui