Alerj concederá Medalha Tiradentes e diploma Post Mortem à Isabel do Vôlei

A homenagem consta em projeto de autoria do deputado Max Lemos, o qual destaca a contribuição de Isabel ao esporte e à cidade do Rio de Janeiro

Foto: Reprodução

A ex-jogadora de vôlei e treinadora Maria Isabel Barroso Salgado Alencar, mais conhecida como Isabel do Vôlei, será agraciada com a Medalha Tiradentes e o diploma Post Mortem a serem concedidos pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). As homenagens foram aprovadas pela Casa, nesta quinta-feira (24). Isabel faleceu no último dia 16, aos 62 anos de idade, no Hospital Sírio-Libanês de São Paulo, por complicações da Síndrome Aguda Respiratória do Adulto (SARA).

A homenagem consta no Projeto de Resolução 1537/2022, de autoria do deputado estadual Max Lemos (PROS), no qual foi destacada toda a contribuição de Isabel Salgado ao esporte e à cidade do Rio de Janeiro.

 “Isabel deu ao Brasil, e principalmente ao Rio de Janeiro, onde nasceu e começou sua vida de atleta, as maiores alegrias, tanto como jogadora de vôlei quanto treinadora. Uma atleta que levou com orgulho o nome do Brasil para as disputas internacionais, e que sempre lutou para o desenvolvimento do esporte brasileiro. Por isso, nada mais justa essa homenagem”, justificou o deputado.

Trajetória

Isabel Salgado iniciou a sua carreira no vôlei como atacante, aos 11 anos de idade. Com apenas 12 anos foi incentivada pelo treinador do Flamengo, Enio Figueiredo – futuramente seu técnico na Seleção Brasileira -, a jogar em clube para se aprimorar como atleta. Passou pelas divisões de base do Flamengo, clube pelo qual jogou desde 1973, tendo conquistado 3 títulos no Campeonato Brasileiro.

Em 1976, Isabel foi convocada para a Seleção Brasileira Juvenil. Com a camisa amarela, a jogadora participou ainda dos Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980; e dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984. A atleta também atuou em mais de dez clubes brasileiros, inclusive em times do voleibol italiano e japonês.

Entre os anos de 1999 e 2000, Isabel Salgado atuou como atleta e treinadora do vôlei de praia, tendo exercido esta última função no Flamengo. Nesta categoria foi umas das pioneiras, juntamente com Jackie Silva, no torneio promovido pela FIVB, em Almeria, Espanha. Após formar dupla com Roseli Timm, Isabel conheceu uma série de conquistas memoráveis no esporte: medalha de ouro no Campeonato Mundial de Vôlei de Praia de 1994, realizado em Miami;  três medalhas de prata e duas de bronze até 1995. Isabel Salgado encerrou a carreira em 1997.

Isabel teve seis filhos, três dos quais foram jogadores de vôlei de paria muito bem-sucedidos. Em 2005, Maria Clara e Carolina Solberg começaram a atuar na praia. Isabel foi técnica da dupla pela primeira vez no Circuito Mundial em 2008, quando conquistou a sua primeira medalha de ouro em Myslowice. Pedro Solberg, um dos seus filhos, ganhou mais de dez torneios, tendo sido eleito em 2008, com seu parceiro, a dupla do ano e campeão do Circuito Mundial.

A equipe de transição do Governo Lula havia anunciado, em 8 de novembro de 2022, o nome de Isabel Salgado como integrante do grupo técnico do esporte. Isabel, infelizmente, morreu oito dias depois.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui