Alerj homenageia Wagner Montes com a Medalha Tiradentes post-mortem

A homenagem partiu do deputado Coronel Jairo (SDD), como agradecimento a Wagner Montes a todo destaque dado ao RJ, através da sua atuação pública

Wagner Montes receberá Medalha Tiradentes post-mortem / Divulgação

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), através do Projeto de Resolução 1.190/22, de autoria do deputado Coronel Jairo (SDD), homenageará o ex-deputado Wagner Montes com a Medalha Tiradentes post-mortem. A medida, que será promulgada pelo presidente Casa, deputado André Ceciliano (PT), foi aprovada em discussão única nesta terça-feira (17/05). A homenagem póstuma a Wagner Montes será publicada no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.

Nascido na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em 1954, Wagner Montes era graduado em Direito pela Universidade Gama (UGF), tendo iniciado a sua carreira como repórter policial, em 1974, na TV Tupi, onde também apresentou o programa Aqui e Agora, em 1979.

Foi no SBT que Wagner conheceu a fama ao participar do programa O Povo na TV, apresentado por Wilton Franco, e que também contava com a participação de Roberto Jefferson, também advogado e, posteriormente, político. Wagner também passou pelas rádios Record e América, em São Paulo; e pela Manchete, no Rio de Janeiro. Ele também apresentou os programas 190 Urgente, Na Boca do Povo, Em Cima do Fato, Programa Wagner Montes e Novos Talentos, todos na CNT. A Rede Record foi a última emissora onde Wagner Montes atuou, apresentando os programas jornalísticos locais Verdade do Povo, Cidade Alerta Rio, RJ no Ar e, por último, o Balanço Geral – sendo o primeiro apresentador da versão carioca. O programa, depois disso, ganhou várias edições em praças de todo o Brasil.

Wagner Montes era casado com a apresentadora Sônia Lima, com quem teve 2 filhos: Wagner Montes Filhos e Diego Montez. Em seus últimos 9 anos de vida, Wagner Montes lutou contra um câncer de rim, que se ternou metastático. Na manhã de 26 de janeiro de 2019, após dois de internação, o político faleceu, aos 64 anos, no Rio de Janeiro, em decorrência de uma infecção urinária.

O deputado Coronel Jairo (SDD), autor da Resolução que homenageia Wagner Montes, afirmou que o ex-colega foi excelente em todas as atividades por ele exercidas e, em nome da população fluminense, decidiu agradecer ao comunicador e político todo o destaque que ele deu ao Rio de Janeiro, ao longo da sua trajetória de vida.

“O Wagner Montes foi excelente em tudo que fez. Foi um grande nome da TV e um deputado muito atuante. Em agradecimento ao que ele representou à população e ao parlamento, por sua carreira de sucesso na TV e na política, vamos prestar essa homenagem ao eterno Wagner Montes”, afirmou Coronel Jairo.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui