30 de abril de 2021 foi o dia mais importante da minha carreira política: ao mesmo tempo em que se encerrava o leilão da Cedae, que foi mantido pelo mandado de segurança que ingressei com a minha colega de bancada Adriana Balthazar, eu dava o sétimo voto no Tribunal Especial Misto, que definia o impeachment de Wilson Witzel.

Foram dois momentos históricos do estado do Rio e eu tive a honra de ter participado deles ativamente, não por mera coincidência, pois não caí na Alerj de paraquedas… Assim como qualquer um de vocês que leem este meu artigo, tenho minha história, construída com perseverança, mesmo ouvindo, às vezes, que meu objetivo era impossível.

Quem lê os meus artigos sabe que eu não costumo falar de mim mesmo, mas hoje eu gostaria de contar, de forma breve, o que me trouxe à política e comentar sobre como alguns conselhos podem ser uma armadilha para nós mesmos.

Pouca gente sabe, mas eu sempre quis ser empreendedor. Na verdade, a minha carreira como advogado foi um meio para juntar dinheiro e ter o meu negócio. Tive apenas uma experiência, em 2015, quando um amigo me chamou para abrir um food truck de hambúrguer e cerveja artesanal, o Joe’s Pub. Foi uma oportunidade única e gratificante, mas descobri, na prática, o quanto o Estado se esforça para tentar falir o seu negócio por meio do excesso de burocracia e da arbitrariedade.

Acabei vendendo minha parte para o meu sócio e saindo da sociedade, mas sem abandonar o sonho de empreender, que ainda trago comigo.

Decidi, então, concorrer a vereador pelo NOVO na eleição de 2016 para mudar essa realidade. Algumas pessoas me falaram que seria impossível mudar o Rio, mas eu persisti e recebi 2.886 votos, ficando na suplência. Novamente, me aconselharam a desistir, mas resolvi insistir no novo sonho de ser agente de mudança, e, em 2018, me candidatei a deputado estadual e fui eleito com 20.234 votos. O meu objetivo ainda não havia sido alcançado, mas eu estava mais perto dele.

Tivemos diversas conquistas nesses pouco mais de dois anos de mandato. A flexibilização da lei estadual dos professores de ed. física em academias de condomínios, vitória na Justiça contra os decretos do Crivella e Rodrigo Neves que tentavam inviabilizar o Uber e 99 pop no Rio e Niterói, suspensão da lei dos totens de estacionamento, a aprovação da Emenda da Transparência, a Lei da Liberdade Econômica, entre outras.

Mas nada foi tão marcante quanto os eventos históricos que participei. No final dessa semana memorável, passou um filme na minha cabeça, e mal posso acreditar onde conseguimos chegar. O cara que muita gente falava que não conseguiria mudar em nada o Rio acabou deixando seu nome registrado em dois dos maiores eventos políticos da história do nosso maravilhoso Rio de Janeiro. Se eu tivesse escutado os conselhos de quem tentou me dissuadir de entrar na política, com certeza eu não teria a sensação de realização que tenho agora, nem estaria aqui escrevendo para vocês em um dos melhores jornais do Rio.

Quanto ao meu objetivo… Ele ainda não foi alcançado. Ainda preciso trabalhar muito mais para um dia poder dizer que eu, com a ajuda da minha equipe e dos meus eleitores, “consegui mudar o Rio de Janeiro”. Ainda não cheguei lá, mas estou cada vez mais perto. E ninguém vai me fazer desistir.

Eu quero reforçar uma mensagem para você, leitor, que provavelmente já escutou isso diversas vezes: não deixe que outras pessoas te digam que o seu objetivo é inalcançável. Antes que digam que esse papo já está manjado, eu lhes digo que nada é mais clichê do que a frase “você não vai conseguir”.

Entre o seu ponto de partida e seu objetivo final, você vai conseguir realizar muitas coisas boas! Um filme que ilustra isso muito bem é o “A Vida É Bela”, de Roberto Benigni. O pai, para afastar o filho do terror e da violência do campo de concentração, inventa que eles estão em um jogo que quem vencer vai levar um tanque de guerra para casa.

Infelizmente o pai não sobrevive para ver o seu objetivo sendo alcançado, o seu filho ser libertado do campo de concentração. Ainda assim, a intersecção entre o ponto de partida e o objetivo foi muito produtivo graças ao pai. Ele nunca perdeu as esperanças e poupou o filho de muitos terrores.

Portanto, acredite em você e no seu projeto! Com dedicação, paciência e foco naquilo que queremos alcançar – que no caso de um astronauta, nem o céu é o limite!
Obviamente, este não é um trabalho só meu. As realizações do meu gabinete até agora, eu credito com agradecimento aos 20.234 eleitores que confiaram seu voto na minha candidatura, à minha equipe (a mais enxuta da Alerj), que tem me ajudado a entregar um trabalho de excelência para o cidadão fluminense, e a todos vocês que me prestigiam com a leitura de meus artigos aqui no DIÁRIO DO RIO. TODOS NÓS JUNTOS fizemos história no dia 30 de abril de 2021 no Rio de Janeiro.

Conto com esta força para continuarmos até o fim do meu mandato na luta diária por um estado mais livre.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

11 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho quê esse sujeito deve ser mais um paulista infiltrado na política forasteira destruindo o nosso estado mentiroso o impichiament do também paulista foi dê goleada a um não precisava nem do seu voto quanto a privatização dá CEDAE na batida do martelo pareciam quatro corvos paulista em cima de uma presa indefesa tú é mentiroso ao dizer quê não caiu dê paraquedas na política carioca pois é o que mais têm são forasteiros comandando os destinos do Rio de janeiro como foi o governador cassado Wilson witzel e agora outro paulista como governador em exercício sem contar quê a volúpia em entregar a CEDAE a um grupo dá indonésia e principalmente ao Itaú também grupo bancário paulista e os paulistas quê está comandando as políticas cariocas fizeram uma tremenda força para quê o martelo fosse rapidamente batido espero quê nas próximas eleições pára qualquer cargo político tanto no município ou no estado os cariocas não elejam políticos infiltrados no nosso estado pois isso é um perigo

  2. Fala como se a privatização da CEEDA fosse boa para a população. Sua classe infesta os órgãos públicos como moeda de troca para seus concluído e depois inventam outro culpado para a ineficiência da empresa. Agora é só esperarmos os aumentos muito acima da inflação, como temos com a energia elétrica, e gás.

  3. O senhor e sua equipe devem estar orgulhosos por cooperar com a demissão de 4.000 famílias. A Cedae foi gerida pela sua classe pois os cargos sempre foram políticos e não por seus funcionários. Parabéns !!

  4. Parabéns, deputado Alexandre Freitas. Mas eu nunca tinha ouvido falar em você. Sequer sabia que havia dado o voto decisivo para expurgar Witzel. Percebo que é um homem corajoso, determinado. Parabéns pelos projetos e votos dados. Compartilho de sua ideologia política. Amplie o significado de “empreendedor” e perceberá que já é um deles, pois empreender em prol do bem comum é um grande investimento.

  5. Muito obrigado por reduzir as garras da CEDAE. Falta agora conceder o que restou dela, a produção de água: sem isso a geosmina não vai acabar!

  6. Alexandre Freitas, você não passa de outros desses tantos picaretas que infestam o cenário político do RJ fascista, entreguista, corrupto e malversador do dinheiro público, ‘empreendedor’ do desmonte do patrimônio da população. Pilantra!!!

    • Parabéns, deputado Alexandre Freitas. Mas eu nunca tinha ouvido falar em você. Sequer sabia que havia dado o voto decisivo para expurgar Witzel. Percebo que é um homem corajoso, determinado. Parabéns pelos projetos e votos dados. Compartilho de sua ideologia política. Amplie o significado de “empreendedor” e perceberá que já é um deles, pois empreender em prol do bem comum é um grande investimento.

  7. O senhor só esqueceu dos Taxistas quando o senhor beneficiou o Uber e 99.
    Obrigado por ajudar a ferrar nossa classe.
    Parabéns, Vossa excelência não sabe o que é ser taxista.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui