Alexandre Knoploch: O calvário de quem utiliza transporte no Rio

Se você utiliza transporte público no Rio está ruim e se usa o carro ou moto também está em uma situação ruim

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Nesta semana saiu uma pesquisa do aplicativo Moovit que o Rio de Janeiro é a quarta pior cidade do mundo quando do tempo de deslocamento de casa para o trabalho transporte público. Além de pegar um “busão quentão” o trabalhador fica em média 67 minutos no transporte para chegar até o trabalho.

Um martírio diário, que drena seu tempo que poderia ser usado em outras atividades, como estar com a família. Afeta também o humor, afinal, estar em um transporte desconfortável e por muito tempo não deixa ninguém feliz e ainda te coloca em situações vulneráveis no próprio trânsito.

Porém, quem está de carro particular tem mais conforto, apesar de cada vez mais o salário ser surrupiado pelo preço exorbitante do combustível. Essa semana o litro da gasolina aumentará 7% na bomba e em março quando acabar a suspensão da cobrança do ICMS subirá novamente, ou seja, estava ruim, piorou e irá piorar mais.

Tudo isso acontece porque os centros de desenvolvimentos econômicos e comerciais são nos mesmos lugares. Não existem incentivos para que os bairros e regiões de nossa cidade se desenvolvam e atraiam empresas. Milhares, talvez, milhões, de pessoas diariamente se deslocam da Zona Oeste para o Centro, da Zona Norte para o Centro, de Campo Grande e Santa Cruz para Barra da Tijuca, o que causa um verdadeiro colapso no trânsito. Com um transporte inconfiável, mais carros nas ruas, aí temos formado um ciclo vicioso sem fim.

Advertisement

Leia também

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

É importante que sejam criados urgentemente um projeto de desenvolvimento dos bairros e regiões e que os empregos sejam gerados mais próximos das casas das pessoas. Assim, talvez, possamos atenuar essa triste realidade.

Obs: A obra do BRT TransBrasil está há seis anos atrasada, poderia ajudar muito a desafogar a principal via da cidade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Alexandre Knoploch: O calvário de quem utiliza transporte no Rio

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. todos sabem que transporte de ônibus está defasado e tem de ser substituído pelo metrô. é muito mais caro para implantar mas resolve no longo prazo. o do rio é uma piada. de são paulo, nem se fala. mas sejamos realistas: não vai acabar nem reduzir o busão na rua, porque é um grupo poderoso que usa a concessão pública como poderoso cartel que financia e elege políticos da mais heterogênea qualidade.

  2. Pena que mais vozes não se juntem ao Sr. Knoplock para interceder junto aos poderes executivos da cidade e do estado, porque não, no sentido de melhorar o transporte público. É o reflexo das administrações que destruíram em pouco mais de 10 anos a melhor e mais diversificada estrutura de transporte do país: ônibus sujos com aspecto de ferro-velho e abrigo de insetos e outros animais, trens que operam sem intervalos regulares e destrata seu cliente deixando de operar também banheiros, escadas rolantes e elevadores, barcas que fingem transportar cidadãos pelos caminhos da Baia de Guanabara, um metrô caro que não mantem integrações com outros modais e que, imitando o sistema de trens, não mantem um misero banheiro em suas estações. Hoje devemos ser o pior transporte do país. Enfim, é um circo dos horrores que justifica em parte a nota do Moovit: deveríamos ter ficado em ultimo lugar, e com muito orgulho. Portanto, Carioca, parabéns por esta conquista! É um resultado digno de uma das 23 cidades que sediaram uma olimpíada e que por duas vezes sediou a decisão de uma Copa do Mundo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui