Analfabetismo: Instituto Rio21 analisa dados do SAEB de 2019

Dia Nacional da Alfabetização, o Instituto Rio21 repercute os números do Sistema de Avaliação da Educação Básica de 2019

(Foto: Reprodução Redes Sociais)

Hoje, dia 14 de novembro é celebrado o Dia Nacional da Alfabetização. Trata-se de uma data que visa promover as discussões a respeito de um problema tão crítico no Brasil: o analfabetismo. Em razão da data, o Instituto Rio21 fez uma análise dos dados do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) de 2019, especificamente para a cidade do Rio de Janeiro.

Nos resultados dos anos iniciais do fundamental (primeiro ao quinto ano), as maiores notas em Língua Portuguesa ocorreram, em média, nas escolas públicas federais. Em último lugar ficaram as escolas municipais:

Já no caso dos anos finais do ensino fundamental (sexto ao nono ano), as escolas municipais fizeram média um pouco acima das estaduais. Ainda assim, as escolas federais sem mantiveram no primeiro lugar:

Se alcançarem nota igual ou superior a 250 pontos em português, os alunos são classificados com nível avançado. Entre 200 e 249, o nível é de proficiente. Isso significa que nos anos finais do ensino fundamental os alunos alcançaram, na média, notas de nível avançado, enquanto nos anos iniciais as notas obtidas estavam em torno do nível proficiente.

Os dados são animadores, mas precisamos levar em consideração que os anos de pandemia dificultaram o acesso ao ensino e fez com que muitas crianças não fossem alfabetizadas na idade correta.

Segundo um levantamento da Todos pela Educação, em torno de 54% dos alunos chegaram ao terceiro ano do fundamental com dificuldade de leitura. Daí a importância da aplicação do SAEB, tornando possível que o governo mapeie os pontos críticos da educação do país e possa adotar políticas públicas para sanar esses problemas.

A expectativa é que em breve sejam disponibilizados os dados de 2022, para que possamos identificar os impactos do retorno às aulas presenciais no processo de alfabetização e de aprendizado dos alunos.

Em prol de uma educação pública de qualidade, o Instituto Rio21 atua em parceria com o Instituto Vini.Jr. O trabalho visa implementar em escolas públicas o Aplicativo BASE, uma tecnologia educacional que visa apoiar os professores da rede de ensino no processo de aprendizagem dos estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano).

O Instituto Rio21 atua nesse projeto gerando insights, através de pesquisas quantitativas e qualitativas com estudantes e professores, para melhorar o aplicativo e a própria atuação do Instituto Vini.Jr nas escolas.

Equipe do Instituto Rio21 com estudantes da Escola Paulo Freire, em São Gonçalo (RJ): primeira escola do Estado do Rio a receber o CT Base do Instituto Vini Jr. (Foto autorizada pelos responsáveis)

Para mais informações sobre o Instituto Vini.Jr, você pode acessar o site ou o Instagram.

Para conhecer mais sobre o Instituto Rio21, você pode acessar nosso site, Instagram ou Linkedin.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui