Andréa Nakane: Além do que é Casual

Colunista do DIÁRIO DO RIO fala sobre Gralton Corrêa Beiral, um dos principais nomes do cenário cultural do país

Foto: Warley Venancio

Gralton Corrêa Beiral, 49 anos, natural do Rio de Janeiro, morador do Leblon, publicitário, tem seu nome conhecido em todo o Brasil, como um dos principais nomes do cenário cultural do país, sendo responsável por levar os populares trios elétricos do Nordeste para o sul do país, criar a “Bubble”, primeira boate inflável do mundo, transformar as label-partys (festas de marca famosas) em experiências cenográficas completas, além de ser idealizador do projeto “Arena da Rocinha”, que fortaleceu a cultura em uma das maiores comunidades do Rio de Janeiro.

Esse projeto em si, deixa Gralton Beiral muito orgulhoso, pois conseguiu transformar o local, que por diversas vezes é segregado negativamente pela mídia, em um verdadeiro pólo cultural, incentivado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Cultura, em parceira com a Associação de Moradores da Rocinha, tornando-se um projeto social muito exitoso para a comunidade, trabalhando eixos como cultura, educação, economia e alimentação dentro da comunidade.

“A Rocinha era conhecida como a maior favela da América Latina e o rapper norte-americano JÁ RULE, que eu trouxe para uma turnê em 2008, queria muito conhecer. E essa vontade foi além do ponto do show do Rio de Janeiro ter sido realizado lá. No período de produção, conheci líderes comunitários e muitos moradores, e pude saber mais sobre a difícil realidade da vida dessas pessoas. Enxerguei, então, algo que poderia modificar, pelo menos, um pouco a história da comunidade.” relembra  Gralton Beiral.

Porém não é só esse projeto que Gralton Beiral tem em seu criativo e extenso portfólio. O “Bubble”, a primeira boate inflável do mundo, também, foi um grande sucesso, reconhecido até internacionalmente.

 A ideia surgiu em uma viagem de Gralton Beiral, ao sul do país, quando foi recebido por um fazendeiro que lhe explicou como funcionava umas estruturas curiosas de se observar, pela altura e formato arredondado do topo, disponibilizadas em fazendas da região, onde eram utilizadas para o armazenamento de grãos.

“Eu fiquei fascinado! Assim que sai de lá entrei em contato com o fabricante, e começamos a desenvolver a “Bubble”. Ela usava a mesma tecnologia dos galpões, mas com algumas adaptações. Devido ao grande número de pessoas transitando, incluímos portas giratórias para fazer o acesso do público, mantendo assim a estrutura inflada. E pra completar ainda tínhamos toda a estrutura de uma verdadeira boate, como ar-condicionado, iluminação, palco, painel de leds, camarotes e bares” explica Gralton Beiral.

E novamente, em meio a diversos eventos e viagens, Gralton Beiral, idealizou um novo conceito de festas com grande investimento em cenografia. Assim, junto com uma equipe de artistas e arquitetos, criou reproduções exatas de cidades como Mykonos (Grécia) e Tulum (México), em celebrações que revolucionaram o agito carioca.

“Na Mykonos montamos uma reprodução da ilha grega em um rooftoop de 2.000m². As casinhas brancas com portas e janelas azuis, a igrejinha, comércios e até os moinhos com 5 metros de altura, foram fielmente reproduzidos numa mini vila cenográfica. Já na Tulum, trouxemos uma réplica da pirâmide El Castillo com 10 metros, em uma equipe com 60 profissionais, artesãos que trabalhavam no carnaval da cidade, que construíram a escultura da Diosa Maya, inspirada pela “Ven a La Luz”, um dos pontos turísticos mais badalados do México”, conta Gralton Beiral.

Mesmo com todo esse curriculum de promoter e produtor, Gralton Beiral, sentia que faltava algo e assim, decidiu investir no “Terraço Lagoon”, situado na Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos cartões postais da cidade.

O espaço está ganhando cada vez mais notoriedade, se tornando o palco de grandes festas e eventos na cidade, e irá reabrir para a temporada de verão, em novembro, já com mais de 40 eventos agendados para os próximos meses.

Como os eventos voltaram com tudo, pós auge da pandemia, Gralton Beiral já consegue perceber que com quase 2 anos de paralisação do mercado, o público está mais ávido e disposto a investir em eventos que lhe traga mais experiências inusitadas, em locais diferenciados.

“Acho que o que mais me chama a atenção nesse momento da retomada é a mudança de comportamento por parte do público. Atualmente as pessoas estão dispostas a pagar mais por eventos de qualidade, e isso era algo difícil aqui no Rio de Janeiro.”, declara Gralton Beiral.

O Rio só pode agradecer a Gralton Beiral pelo seu espírito empreendedor e inovador, que tem na cidade seu principal local de promoção e realização de eventos que quebram com a rotina dos padrões mais casuais.

Todos saem ganhando e o Rio se consolida ainda mais como palco de alguns dos mais impactantes e sedutores eventos do país, quiçá do mundo!

Que venham cada vez mais eventos desse estilo. Contamos com sua sagacidade e paixão, Gralton Beiral.

Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui