Andréa Nakane: Cariocas se rendem aos Macarons

Colunista do DIÁRIO DO RIO fala sobre Joelma Alves Magalhães, que está ganhando notoriedade e agora conquista o Rio de Janeiro com Macarons

Joelma Alves Magalhães, conhecida como Jo, nasceu em Teresina, no Piauí, tem 41 anos, está há sete meses morando em Botafogo e apesar do pouco tempo seu nome já está ganhando notoriedade graças a especialização que como confeiteira lhe deu fama em Brasília e agora conquista o Rio de Janeiro: Macarons.

Isso mesmo… macarons, um pequeno biscoito requintado, feito com farinha de amêndoas, granuloso e macio, de forma arredondada com em média de 3 a 5 cm de diâmetro. É uma especialidade em diversas cidades e regiões da França, apesar de ter sua origem na Itália.

Jo Macarons, sempre curtiu a cozinha e por isso decidiu investir em sua formação, como confeiteira e sua paixão pela iguaria que lhe deixou conhecida, começou de forma confusa, mas que ao final demonstrou uma linda possibilidade de especialização.

“ Eu participava de um grupo de mães, que sempre buscavam algum tipo de apoio no coletivo e uma delas pediu uma indicação… de Macaron… e eu entendi que ela buscava Macarrão… e nessa época eu trabalhava com massas e me ofereci para atender sua demanda… só que ao iniciarmos uma conversa no privado… ela esclareceu que o que ela queria era o doce, que eu não conhecia… ela me enviou fotos e eu comecei a pesquisar.”, conta Jo Macarons.

Tudo isso foi há 08 anos atrás e Jo Macarons tem muito orgulho de sua persistência  e força de vontade para realizar inúmeros testes até chegar a receita ideal, obtida com muitos investimentos e adaptações.

Jo Macarons trabalha sozinha, em um processo artesanal e na composição do doce tem ingredientes simples, mas com custos elevados, sobretudo pelo uso de farinha de amêndoas, cujo o valor de um kilo, hoje, está em torno de R$ 120,00, o que acaba também deixando o valor unitário mais elevado.

“Meus recheios são especiais, gosto dos recheios cítricos, como chocolate com laranja, brigadeiro meio amargo frutas vermelhas, limão siciliano, nozes, champanhe, menos doces, já que o próprio macaron já é doce.” explica Jo Macarons.

Sua chegada ao Rio, ampliou sua clientela, e atualmente ela envia sua produção para todo o Brasil, oferecendo inclusive para eventos corporativos e datas especiais. Jo Macarons já organizou cursos em Brasília para compartilhar sua receita e em breve espera organizar turmas também no Rio de Janeiro.

“Eu sou muito perfeccionista, não abro mão do meu contato próximo com as minhas clientes, por que gosto de ter essa relação e demonstro o quanto cada encomenda recebe meu afeto, permitindo que eu nem sinta cansaço, trabalhando das 08h até às 22h, fabricando cerca de 800 unidades diárias.” ressalta Jo Macarons.

A mesa de Natal de muitas famílias cariocas terá as obras de Jo Macarons como iguaria saborosa e elegante. Os kits planejados com 2, 4 e 5 unidades vem em uma caixinha delicada, assim como a guirlanda de macarons, em verde e vermelho.  Um primor!

As vendas de Jo Macarons acontecem sobretudo pelo Instragram – @jomacarons – e ela pretende concretizar parcerias com estabelecimentos para comercializar seus produtos, que hoje só estão disponibilizados por encomendas antecipadas.

Em eventos sociais, os macarons estão em voga, dividindo as atenções com os famosos bem casados, bem vividos , bem nascidos e bem parceiros.

Jo Macarons está sendo uma das responsáveis por esse novo hábito, que já gerou um consenso: é impossível comer um só!!!

Portanto, nem pensar em dieta… sobretudo, agora no final do ano… vamos adoçar nossas vidas e celebrar o nascimento do divino da forma mais plena possível, sem amarras, com toda a beleza e sabores possíveis e impossíveis

Feliz Natal!!!

Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui