Andréa Nakane: São Jorge em Livro, Filme e Muita Fé

A colunista do DIÁRIO DO RIO comenta sobre o livro "Jorge da Capadócia - Os bastidores do primeiro filme sobre o Santo Guerreiro"

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Alexandre Machafer, 40 anos, natural de Niterói, morador da Barra da Tijuca, é diretor de cinema e está liderando um projeto no audiovisual que já vem repercutindo e gerando uma grande expectativa no mercado, em especial nos devotos de São Jorge.

É a produção cinematográfica brasileira, produzida e filmada entre o Brasil e a Turquia: Jorge da Capadócia, que tem a direção do Alexandre Machafer, que também, atua e produz o épico.

“Eu sou devoto de São Jorge, recebi esse legado de minha avó materna, com quem eu tinha forte ligação. A passagem espiritual dela, após oito meses de internação, foi no dia de São Jorge e eu estava no teatro para atuar no primeiro auto dedicado a ele, no Campo de Santana. Eu recebi a notícia no palco, envolvido pelo manto dele.” lembra Alexandre Machafer.

O filme, primeiro no Brasil, com essa temática ficcional, com previsão de lançamento em abril de 2024, irá retratar a jornada de São Jorge e sua busca por verdade e justiça tendo como cenário o Império Romano. Porém, já é possível ter informações antecipadas de todo o processo da realização dessa obra, desde a concepção do roteiro, a pré-produção, as filmagens e a pós-produção, com o lançamento do livro Jorge da Capadócia – Os bastidores do primeiro filme sobre o Santo Guerreiro.

Advertisement

“Eu senti essa necessidade de ter um registro, algo grande, que misturasse a devoção, o Santo no Brasil, o Santo no Mundo, o sincretismo, São Jorge e Ogum, somado aos relatos da equipe, que filmou no Rio, em Niterói e na Capadócia, cada um contando a
sua experiência, criando um material de muita riqueza, misturando cinema, arte e literatura.” relata Alexandre Machafer.

O livro tem 260 páginas e é assinado pelo próprio Alexandre Machafer e Crib Tanaka, com tiragem pela editora Batel e tem a previsão de lançamento oficial no Rio de Janeiro, no dia 28 de agosto, na livraria da Travessa, no Leblon, mas já pode ser adquirido, por lá e também na livraria Argumento e na Amazon, inclusive com versão para Kindle.

São muitas histórias que foram reproduzidas no livro, incluindo superações e até mesmo verdadeiros milagres que a equipe vivenciou em todo o cronograma do projeto, que é antigo, já que Alexandre Machafer vem amadurecendo a intenção há 16 anos, concretizando as filmagens em 2019.

“Eu sempre tive muita fé, enfrentamos muitos desafios, mas, a gente permanecia resiliente…um dos momentos bem marcantes foi quando na última diária, filmando no Rio, sem ainda ter a certeza se iríamos viajar para a Capadócia, na última cena, o produtor executivo anunciou que, finalmente, as passagens aéreas tinham sido liberadas, pois tivemos o apoio da Turquia e da Turkish Airlines, e iriamos, sim, filmar na terra de Jorge.” declara comovido Alexandre Machafer.

Sem dúvida alguma, é um dos filmes mais aguardados pelos cariocas, devotos de São Jorge, que para apaziguar a ansiedade já podem ler o livro, como uma forma de compreender todo o gigantismo por traz desse trabalho, que só confirma a competência e habilidades do setor do audiovisual brasileiro, em produzir obras de grande impacto e sensibilidade.

Enquanto a pipoca não estoura para irmos as salas de cinema prestigiar a produção do Alexandre Machafer, vamos mergulhar na leitura do livro, já deixando um Salve Jorge pelo sucesso de ambos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Andréa Nakane: São Jorge em Livro, Filme e Muita Fé
Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui