Andréa Nakane: Se tem Rainha, tem de Ter Rei

A colunista do DIÁRIO DO RIO conta a história do maquiador e cabeleireiro John Avelino que é destaque no Carnaval

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Johnathan Avelino Ramos, conhecido simplesmente, como John Avelino, tem 33 anos, natural de Goiânia, Goiás, atualmente morador da Taquara, Jacarepaguá, atua como maquiador e cabeleireiro, porém, a cada Carnaval que passa, vem se tornando uma figura muito celebrada e comentada, pois tem quebrado muitos tabus e inovado com suas performances, que lhe renderam títulos como Rei da Bateria e Muso de algumas agremiações carnavalescas da cidade.

Com mais de 2 metros de altura, John Avelino, um apaixonado pelo Carnaval já está sendo conhecido pelo público por sua simpatia e muito samba no pé, sempre com um sorriso e extravasando alegria nos primeiros ensaios técnicos que participou esse ano, afinal ele está realizando um sonho de criança.

“Minha ligação com o Carnaval começou quando eu era pequeno, com 5, 6 anos, eu ficava paralisado em frente a TV assistindo aos desfiles. Quando completei a maioridade, não pensei duas vezes, e vim para o Rio de Janeiro, assisti ao vivo esse espetáculo e a partir daí, fui abençoado com conquistas na folia carioca, até então, inimagináveis.” recorda John Avelino.

Autodidata John Avelino aprendeu a sambar de tanto assistir vídeos dos desfiles. Em 2015, na Sapucaí, ele estava acompanhando o show apoteótico nas arquibancadas e sambando no meio da chuva, quando foi filmado por outra pessoa que estava ao seu lado. O vídeo viralizou nas redes sociais e atingiu a expressiva marca de 2,5 milhões de visualizações e dessa forma, um título inusitado surgiu: o de Muso da Arquibancada.

Advertisement

Leia também

TransBrasil inicia operações neste sábado, da Penha ao Terminal Gentileza

Leblon tem o condomínio mais caro do Brasil

A São Clemente, em 2018, foi a primeira agremiação a reconhecer a figura de John Avelino como aquela que tinha algo a mais e mereceria um destaque maior, o que acabou possibilitando que outros homens, com o mesmo sonho, também pudesse começar a trilhar esse caminho, recém aberto.

Seu curriculum carnavalesco já conta com passagens em várias agremiações, como Unidos da Tijuca, Paraíso do Tuiti, Parque Curicica e Lins Imperial

Em 2024, John Avelino irá brilhar em três escolas de samba: Muso da São Clemente, Rei de Bateria da União de Jacarepaguá, pelo segundo ano consecutivo e Destaque de Alegoria na Mangueira, pela primeira vez.

“Desfilar em três escolas não é nada fácil, mas eu estou me preparando desde setembro, já tendo conseguido eliminar 16 quilos, para ficar mais sequinho para uma melhor evolução. Além disso, sou eu mesmo que produzo e confecciono minhas próprias fantasias, é uma loucura, mas que acaba sendo algo muito prazeroso, já que eu amo o Carnaval.” declara John Avelino.

John Avelino divide opiniões, muitas pessoas aplaudem sua conduta desbravadora, outros acreditam que não seja o local para um homem gay estar, mas tudo isso, não interfere na continuidade de saber que está fazendo história com suas atuações e fantasias ousadas, de muito bom gosto.

“Considero minha participação nos desfiles das escolas de samba, como um verdadeiro símbolo de resistência, já que vivemos em um mundo tão machista, homofóbico, preconceituoso, você ter uma figura masculina, em um ambiente dominado por mulheres, que se apresenta, desconstruindo aquilo que é natural em sua aceitação, é de um orgulho e, sobretudo, certeza, que nós podemos tudo, basta acreditar, e no meu caso, não deixar o samba morrer no meu coração.” poetiza John Avelino

O que importa mesmo é que cada um, à sua moda, com as suas condições, de forma digna, faça o que lhe deixa feliz. E o Carnaval, acaba sendo um verdadeiro portal para que a fantasia ganhe destaque, mesmo por apenas quatro dias… Mas, já é um bom começo!!

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Andréa Nakane: Se tem Rainha, tem de Ter Rei

Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui