Anestesista preso por estupro começa a ser julgado nesta segunda-feira

Giovanni Quintela Bezerra, de 31 anos, foi preso em flagrante e responde por estupro de vulnerável. O médico está detido no Complexo de Gericinó, em Bangu

Foto: Reprodução

Começa nesta segunda-feira, (12/12), o julgamento de Giovanni Quintella Bezerra, anestesista que estuprou uma grávida durante um parto no Hospital da Mulher, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Giovanni foi preso em flagrante após enfermeiras gravarem o ato criminoso.

A primeira audiência sobre o caso acontece no Fórum de São João de Meriti e para resguardar a vítima, que estará presente, o criminoso ficará longe do local e vai ser julgado de forma remota, online. O médico responde por estupro de vulnerável.

Giovanni Quintela Bezerra, de 31 anos, está preso desde julho no Complexo de Gericinó, em Bangu, em uma cela individual do pavilhão 8, destinado a detentos com curso superior.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui