Antigo restaurante À Mineira, belo palacete de 1915 será demolido em Botafogo

Conhecido por ter sido durante mais de 40 anos o afamado restaurante Maria Thereza Weiss, a construção histórica não é tombada e teve sua demolição autorizada

Foto: Reprodução Instagram

Não sendo um bem tombado, o centenário imóvel onde funcionava o Restaurante À Mineira teve sua demolição autorizada pelo Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural. O imóvel foi comprado pela construtora niteroiense Soter, através de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE). A antiga construção, localizada na Rua Visconde Silva 152, em Botafogo, é de 1915 e ficou conhecida, sobretudo, por ter sido durante mais de 40 anos o afamado restaurante Maria Thereza Weiss. 

“A junta de especialistas e acadêmicos deve ter achado que não havia valor artístico, arquitetônico. Mas nenhuma dessas reuniões têm sua pauta divulgada antes. E  não pode ser acessada pela população. Isso precisa mudar”, se posicionou a página Rio Antigo, famosa por defender o patrimônio histórico da cidade.

Foto: Reprodução Google Maps

A página informou, ainda, que o Instituto Rio Antigo nascerá no dia 13/8 e vai lutar pela revogação de autorizações de demolição deste tipo. Uma manifestação em frente ao casarão em Botafogo foi convocada para esta segunda-feira, 01/08. “Quem protege o Rio que não é tombado? Não toleraremos mais nenhum apagamento da historia dos nossos bairros”, questionam os defensores do patrimônio histórico.

O Palacete Histórico está praticamente íntegro por fora, e possui uma construção moderna em seu antigo pátio, com dois subsolos, que não altera sua beleza, apesar de ser bem ”pobre” de arquitetura, segundo especialistas. Fica a poucos metros da Casa de Saúde São José e do Largo do Iban.

Outro exemplo em uma situação parecida com a do palacete em Botafogo, o Hotel Inglês, no Catete, também foi citado pelos defensores do patrimônio público. O lindo imóvel localizado perto do Palácio do Catete, também praticamente íntegro (apenas com algumas janelas alteradas), também vai abaixo.

A Prefeitura do Rio ainda não se posicionou sobre o caso do histórico palacete em Botafogo.

Advertisement

23 COMENTÁRIOS

  1. É muito fácil se apropriar dos bens dos outros assim.
    Aonde estavam vcs ,que são contra a demolição,quando os cracudos estavam invadindo a casa ,e não palacete,esta casa estava sendo invadida todos os dias pelos cracudos ,perguntem aos prédios vizinhos .
    Alguém apareceu lá para defender a casa,não ,ninguém apareceu para tirar os cracudos ,e arcar com os custos,uma tremenda dor de cabeça para o proprietário,noites sem dormir ,e se não for. Demolido ,vai virar depósito de cracudo ,pois ninguém tem dinheiro para manter segurança diariamente .
    Águem aí se habilita a pagar a segurança?

  2. Quem está criticando aí o valor histórico da casa e dizendo que a história deve ser preservada… O que aconteceu com o primeiro celular que você teve em sua vida? Guardou ele? Usa até hoje? E aí?

  3. Imagine vc visitar a Toscana e só ver espigão de vidro e aço? Ou a Baviera? Genebra? Ou um lugar do leste europeu? Construções como está remonta a memória, a identidade é a marca do local. E disso o Brasil não entende nem um pouco.

    • Kkkkk é parecido mesmo…o número
      de habitantes,o IDH,gentílico,educação….
      Mas nada impede de vc comprar esse imóvel pelo preço de mercado e mantê-lo assim para sempre!!!Só tem q ter cuidado com os cracudos da região q teimam em invadir essas casas!!
      Desculpe,mas não resisti!!

  4. Do ponto de vista arquitetônico pode nao ter muito valor o prédio, mas a medida que a especulação imobiliária avança vai acabando com as áreas verdes e também com as casas antigas da cidade.Se por um lado e uma necessidade morar, por outro o casario antigo traz charme e diferencial aos bairros da cidade, atrai o turismo, como em Paris, Lisboa, Buenos Aires.Nao sabemos aproveitar isto e os donos dos imoveis ainda poderiam lucrar. Do ponto de vista afetivo sou contra derrubarem e acho que a prefeitura tem que evitar ao máximo que as demolições ocorram.

    • Cara Débora,eu também acharia maravilhoso q as gerações mais novas pudessem ter um vislumbre do que era o Rio antigo!!!Ocorre é que se todo mundo pensasse assim,onde todos nós moraríamos ,não é mesmo?A própria prefeitura extorque os proprietários com aumentos abusivos no IPTU,ou no imposto de transmissão por morte e etc….Só para vc ter uma idéia, não é tão fácil fazer o imóvel render não!!Eu e meus irmãos estamos com um apto q meus pais mantiveram com muito sacrifício para deixar para os filhos,e que não consegue ser alugado há pelo menos 2 anos….ninguém quer apto antigo,imagina casa antiga coalhada de problemas ????É tudo muito fácil,qdo não acontece conosco!!!E além de não receber aluguel,ainda temos que pagar impostos e manter habitável!!!Qual vc acha q é a solução?????Vender,oras!!!
      Vá ver no subúrbio …cheio de casas antigas…melhora o aspecto da cidade ,manter-se assim?Óbvio que não!!!Não é só deixar casas caindo aos pedaços pela cidade que a torna pitoresca!!!Muito mais pitoresco seria se a nossa mata Atlântica estivesse sendo preservada!!!Mas aí ninguém liga!!!Ninguém liga de ir vendo um morro ficar completamente careca,cheio de invasões que enfeiam a cidade tremendamente!!!Com certeza é mais fácil perturbar quem sempre fez tudo certinho, metendo o bedelho numa decisão que deveria ser única e exclusivamente dos proprietários!!!Essas pessoas deveriam se mobilizar e comprar o abacaxi então….pelo preço que vale!!!Kkkkkkk as famílias crescem,proprietários morrem,herdeiros se lascam…é isso q acontece na vida real!!!

  5. Concordo com a Cristina, em que casarão velho, não levava nada agora palacetes ou palacios sim, estes sim podem se tornar museus ou algo em utilidade pública.

  6. O Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro pode evitar a tragédia da demolição do Casarão com a Edição de um Decreto de Tombamento do imóvel. O Casarão foi edificado em 1915 e conta com mais de um Século de existência. Por mais de 40 anos abrigou o restaurante da MARIA THEREZA WEISS, uma referência da Culinária e da Gastronomia na Cidade do Rio de Janeiro. Demolir a construção é o mesmo que demolir um período importante da História da Cidade.

  7. Conheço a casa ,e pelo que sei ,nunca houve nenhum fato histórico ,da cidade do Rio de Janeiro ligado a casa,arquitetura comum para uma casa antiga ,aquela casa não é nenhum palacete ,e os donos são obrigados a morrer com as despesas .
    Porque vcs não arrumam um jeito para que os órgãos públicos comprem ,e mantenham esses imóveis .Porém ,esse imóvel não tem nenhum apelo arquitetônico para ser preservado .

  8. A casa ,é uma casa velha ,sem nenhuma arquitetura rica,uma casa antiga ,só isso ,nunca foi um palacete , ou um palácio ,não tem nenhuma história ,simplesmente é antiga,com estacionamento ,subsolo ,nem nunca abrigou nenhum fato ,ou presença histórica do Rio de Janeiro .corram atrás realmente do que tem história para contar ,e não ficar falando sem base .

  9. A casa não é ,e nunca foi um palacete,é uma casa sem nenhuma arquitetura rica,uma casa antiga ,só issso ,não tem nenhuma história ,simplesmente é antiga,já cheia de estacionamento ,subsolo .corram atrás realmente do que tem história para contar ,e não ficar falando sem base .

  10. Um absurdo!
    Gostaria q o Conselho voltasse atrás na sua decisão! Realmente uma tristeza!
    E a população não fica sabendo dessas solicitações!
    Uma lástima!

  11. Engraçado como as pessoas se revoltam….moram aonde ?Em prédios tombados!!
    Conheço bem essa casa e não tem nada de palacete!!
    Casas na Rua São Clemente,essas sim, q eram palacetes,que serviam de consulado até,ninguém abriu o bico!!!Quer mais q o consulado da Argentina???Aquilo sim,um crime ter ido abaixo!!!
    Casas velhas,só porque são velhas,não constituem patrimônio arquitetônico!!!E aí?O dono vai ter algum incentivo?Não paga IPTU?Morre e os herdeiros são obrigados a passar fome e manter um imóvel caindo aos pedaços??
    Ridícula essa noção de achar q qq imóvel velho tem q ser mantido!!Mantido as custas de quem????
    Pimenta nos olhos dos outros é refresco né?

    • perfeito … se pelo menos tivesse algum incentivo ou a prefeitura se movimentasse para tornar a área um centro cultural / gastronômico. Mas esperar isso dos proprietários que custam a manter uma casa caindo? Complicado. Fácil brigar por algo que não te afeta.

    • Prezada Cristina, com certeza a MARIA THEREZA WEISS discordaria da sua opinião caso viva fosse. Não é necessário morar numa construção tombada para ter consciência do valor histórico de cada parede e de cada cômodo. O Casarão foi edificado em 2015, portanto há mais de 100 anos. Por mais de 40 anos o Casarão abrigou o renomado restaurante da MARIA THEREZA WEISS, uma das principais referências da Culinária na Cidade do Rio de Janeiro. Demolir este Casarão é o mesmo que apagar a memória histórica do bairro e da Cidade. Nem tudo que é Antigo é Velho.

      • Caro Sidnei,cansei de ir no restaurante Maria Theresa Weiss ,e na lojinha de doces e salgados que dava para a rua!!!Conhecia perfeitamente o local!!!Se a família da Maria Teresa prezasse tanto pelo local,q o mantivesse então!!!Não sei se era da família ou alugado!!O que não podemos fazer é tirar do dono ou donos de um espaço sem importância histórica ou arquitetônica ( as vezes o único bem),o direito q ele(s) tem,de se despojar dele !!Quem vai comprar pelo preço q vale?A prefeitura?O estado?Sinto muito,mas acho q não sendo de importância histórica, nada a ver tombar!!Tem gente q não quer tão somente o adensamento no lugar onde mora….de repente até alguém cínico q mora num local onde antes era realmente um palacete,e não uma casa normal(600 m 2 definitivamente não
        é palacete )!!!Vi muuuuuuitos palacetes sendo demolidos para serem construídos verdadeiros pombais!!!Em terrenos gigantes!!!Isso aí no máximo um prédio normal…não irá impactar muito!!

      • Caro Sidnei,sumiu a resposta que postei…
        Conhecia perfeitamente bem o restaurante, cansei de ir…e na lojinha de doces e salgados que dava para a rua ia quase todo dia!!!Conheço bem a casa…fora que ia na Mineira tbm!!!Se a família da Maria Theresa Weiss prezasse tanto pela manutenção da memória dela teria mantido o restaurante aberto!!!Não sei se o imóvel era ou não alugado!!!O que estou falando é que 600m quadrados está longe de ser um palacete!!E o dono ou donos tem todo o direito de vender se for da vontade e necessidade dele ou deles!!!Se fosse tombado(apesar de ter zero valor arquitetônico),quem iria comprar e dar o valor correto,sem prejuízo para o dono?O estado?Prefeitura?Ou essas pessoas q reclamam,mas moram em pombais construídos em terrenos enormes advindos, esses sim, de palacetes q foram demolidos?Não é muito cinismo?Não querem é o adensamento com mais 1 prédio…mas esse pelo terreno será pequeno !!!Quem conheceu a cidade na década de 60 sabe,que os verdadeiros crimes de demolição aconteceram faz tempo!!!

  12. É um absurdo! Existe uma lei de preservação do patrimônio histórico que está sendo negligenciada. O Ministério Público pode e deve impedir isso. Se apurar a fundo, com toda a certeza vão encontrar irregularidades, senão coisa mais grave, por detrás dessa “autorização”. OAS, Delta, Odebrecht e Andrade Gutierrez estão aí como exemplo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui