Antonia Fontenelle será processada por filho de Renato Russo por uso indevido da música ‘Que País é Esse?’

Uma notificação extrajudicial já teria sido enviada para Fontenelle que, além de não ter respondido, não tirou o conteúdo do ar

Antonia Fontenelle - Foto: Reprodução/Internet

A atriz e candidata a deputada federal pelo Republicanos/RJ, Antonia Fontenelle será processada pela Legião Urbana Produções Artísticas, empresa que detém os direitos das músicas da banda. A ação será movida pelo uso não autorizado da música “Que País é Ésse” em um vídeo de lançamento de sua pré-candidatura publicado em junho no Instagram.

A Legião Urbana Produções Artísticas pertence a Giuliano Manfredini, único filho do vocalista da banda, Renato Russo. A empresa é representada pelo advogado Leonardo Furtado cuja argumentação é de que Fontenelle não teria permissão de uso da música. Coube ao profissional o envio de uma notificação extrajudicial para Antônia Fontenelle que, além de não ter respondido, não tirou o conteúdo do ar.

O advogado da empresa deve ajuizar uma ação civil pública ainda nesta semana. No documento serão requeridas a retirada do vídeo do ar e indenização por danos morais e materiais, com valor ainda a ser determinado.

Haveria ainda uma questão de valores sociais subjacentes à causa, segundo Leonardo Furtado. Fontenelle, como bolsonarista, defende pautas conservadoras. Já, Renato Russo defendia pontos de vista de outra ordem.  

“A primeira coisa é que isso (o uso não autorizado da música) é objetivo, independe da posição política. Mas, do ponto de vista da família, deve-se se entender que o posicionamento político dela (Antônia Fontenelle) não é condizente com o que o Renato Russo pregava”, disse Furtado ao jornal O Globo.

As informações são do jornal O Globo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui