Apagão: Ilha do Governador contará com 95 geradores para serviços essenciais

Hoje (01/02), três bairros enfrentarão falta de energia

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Os 213 mil residentes na Ilha do Governador, na zona norte, enfrentam desafios diários devido a apagões decorrentes de falhas em dois dos seis cabos de transmissão submersos na Baía de Guanabara. Para manter o fornecimento de energia, a Light recorreu ao aluguel de quase cem geradores, destinados principalmente a serviços essenciais, até a conclusão da troca dos cabos prevista para o final deste ano.

No domingo (04/02), um novo estágio de obras resultará na suspensão do abastecimento em toda a ilha das 6h ao meio-dia. Hoje (01/02), três bairros enfrentarão os impactos. A Light assegura que está empenhada em acelerar as obras para proporcionar uma solução definitiva, prometendo um sistema elétrico extremamente robusto para a Ilha do Governador e a Ilha de Paquetá até o final de 2025.

A empresa identificou a necessidade de renovar a rede em agosto de 2023, mas nos últimos dois meses, dois dos seis cabos falharam, um deles ficando totalmente inoperante. Com a alta do consumo devido ao calor intenso e restrições na rede, houve uma sobrecarga no sistema. Na Ilha, estima-se que 35% da energia seja furtada.

A solução temporária envolve o aluguel de geradores e a instalação de uma linha aérea alternativa com cem postes e 50 quilômetros de fiação, passando pela Ponte Governador Leonel Brizola. Esta nova rede, prevista para operar neste mês, permitirá a desenergização e troca de um dos conjuntos de cabos submersos. O segundo conjunto será substituído apenas em 2025, dada a complexidade do serviço.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

A rotina de apagões resultou em um aumento significativo nas reclamações à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), totalizando 1.724 denúncias contra a Light no mês passado, representando um aumento de 53% em relação a janeiro de 2023. A Aneel afirma monitorar a situação na Ilha.

A Light comunicou que 95 geradores estarão operando na Ilha do Governador nos próximos dias, não apenas garantindo o fornecimento de energia, mas também reduzindo a sobrecarga no sistema. Segundo jornal “O GLOBO”, uma empresa de aluguel de geradores informou que metade de seus 200 equipamentos está atualmente com a Light, consumindo em média 276 litros de diesel por dia. O aluguel para particulares pode chegar a R$ 10 mil por mês.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Apagão: Ilha do Governador contará com 95 geradores para serviços essenciais

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Não podemos reclamar da light agora, o que ela está fazendo deveria ter sido feito no passado, mas roubaram tanto, sucatearam tanto a Eletrobras, a light e outras, que agora estamos sofrendo as consequências!! Quando subsidiaram o preço da energia pra ganhar eleição, o resultado só poderia ser esse! E o pior é que colocaram o bandido lá de novo! Aguentem que ainda vai piorar!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui