Após cancelamentos, Procon-RJ notifica empresas responsáveis por shows de Ivete Sangalo e Ludmilla

Ludmilla se apresentaria no Rio no próximo dia 25 de maio, enquanto Ivete, em 12 de abril de 2025, mas ambos os shows foram cancelados

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Respectivamente, Ivete Sangalo e Ludmilla - Foto: Reprodução/Internet

O Procon Estadual do Rio de Janeiro encaminhará ofícios às empresas responsáveis pelo cancelamento das turnês ”A Festa”, de Ivete Sangalo, e ”Ludmilla: In the House”, da cantora homônima, solicitando informações quanto às medidas adotadas após o anúncio da suspensão.

Ludmilla se apresentaria no Rio no próximo dia 25 de maio, na Farmasi Arena, na Barra Olímpica, Zona Oeste carioca. Já Ivete viria à capital fluminense em 12 de abril de 2025, no Estádio Nilton Santos, no Engenho de Dentro, Zona Norte da cidade.

A realização de ambas as turnês estava a cargo da produtora ”30e”, e a venda de ingressos ocorria pelo site especializado ”Eventim”. Caso o Procon-RJ constate irregularidades, as empresas podem sofrer processo sancionatório e ser multadas.

O presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho, ressalta que, conforme os artigos 20 e 35 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), a ”Eventim” deve oferecer a opção de ressarcimento integral do valor pago ou conceder um crédito para utilização em outro evento. A escolha será do consumidor, que, se optar pela restituição do valor, deve receber imediatamente, segundo determinação do CDC.

Advertisement

Ainda de acordo com o Procon-RJ, a empresa também deve disponibilizar canais de contato, como a plataforma oficial de compra, telefones ou e-mail, para que o consumidor receba as informações e decida qual opção vai escolher.

Em meio a isso, os consumidores que compraram pacotes vinculados aos shows, que incluem passagens aéreas e/ou terrestres e hospedagem, têm o direito de receber o valor integral. No entanto, aqueles que adquiriram as passagens e hospedagem fora de pacote, isto é, separadamente, terão que se submeter às regras do contrato.

”A orientação é que os consumidores busquem os canais oficiais de contato das empresas, procurem solucionar o problema. Se não for resolvido e tiverem qualquer prejuízo, poderão oferecer uma reclamação no Procon-RJ, que a empresa será notificada e poderá ter uma audiência de conciliação. Não havendo o acordo, e ficando comprovada a violação ao direito do consumidor, a empresa deverá ser multada”, explica Cássio, informando ainda que o consumidor também pode ingressar diretamente com uma ação judicial de reparação de danos.

O que dizem as partes envolvidas

Em pronunciamentos em suas respectivas redes sociais, tanto Ivete Sangalo quanto Ludmilla afirmaram que o cancelamento dos shows ocorreram, em suma, por problemas de ”logística e produção” por parte da ”30e”.

A produtora, no entanto, rebateu as cantoras. ”A produtora lamenta, mas respeita a decisão unilateral das artistas e esclarece que, em nenhum momento, avaliou o cancelamento das duas turnês”, dizia trecho da nota oficial da empresa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Após cancelamentos, Procon-RJ notifica empresas responsáveis por shows de Ivete Sangalo e Ludmilla
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui