Após meses de revitalização, Cais do Valongo será reaberto em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra

Valongo integra o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana. O Cais é considerado o maior porto de escravizados do mundo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Cais do Valongo foi tombado pelo INEPAC. Foto: Divulgação CDURP

Após quase seis meses em obras de revitalização, o Cais do Valongo será entregue à população em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. O sítio arqueológico passou por várias intervenções. Entre elas, a instalação de guarda-corpo no entorno do Cais e de contêineres de apoio, placas e totens de sinalização, além de nova iluminação e módulos expositivos.

O Comitê Gestor, cuja equipe é formada por representantes de órgãos e instituições envolvidos na conservação do sítio arqueológico, estava parado desde 2019, tendo as suas atividades retomadas em março deste ano. Cabe a ele a responsabilidade de planejar, gerenciar, preservar e valorização o Cais do Valongo.

O Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG) está à frente das intervenções cujos objetivos são a resgate da memória dos africanos que aqui chegaram escravizados e garantir uma melhor acessibilidade da população ao local, marcado pela chaga do período escravocrata brasileiro.

Mais de um milhão de pessoas desembarcaram no Cais do Valongo trazidas à força do continente africano, entre o início do XVIII e 1830. O local, segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), é o maior porto de escravizados do mundo.

Advertisement

Diante do seu valor simbólico e histórico, a Unesco declarou o Valongo como Patrimônio Histórico da Humanidade, em 2017. Soterrado pelo Império, em 1843, o Cais foi redescoberto durante as obras de revitalização da Região Portuária, em 2011, quando foram encontrados diversos artefatos de matrizes africanas. Autoridades fluminenses pretendem criar no local um museu da história dos africanos no Brasil, com previsão de inauguração para 2026.

Atualmente, o Cais do Valongo integra o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana.

Informações: Diário do Porto

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Após meses de revitalização, Cais do Valongo será reaberto em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Após meses de revitalização, Cais do Valongo será reaberto em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui