Aproximadamente 12% dos homens e mulheres cariocas são diagnosticados com depressão, aponta Instituto Rio21

O Instituto Rio21 está realizando a segunda edição da pesquisa cujo objetivo é compreender como está a saúde mental dos moradores do Rio de Janeiro em 2022

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vista aérea do Rio de Janeiro - Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

No próximo sábado, dia 10/09, é o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, uma data chave das campanhas desenvolvidas ao longo de todo o mês de setembro, em todo o Brasil. Em razão disso, o Instituto Rio21 analisou alguns dados da Pesquisa Vigitel 2021, do Ministério da Saúde, sobre a saúde dos moradores da cidade do Rio de Janeiro.

Foi a primeira vez que esta pesquisa levantou dados a respeito da depressão, e os resultados apontam que a parcela de homens e mulheres maiores de 18 anos com depressão é bastante semelhante, próxima dos 12%:

image 10 Aproximadamente 12% dos homens e mulheres cariocas são diagnosticados com depressão, aponta Instituto Rio21
Percentual de homens e mulheres cariocas maiores de 18 anos com diagnóstico de depressão. Fonte: Vigitel 2021. Elaboração: Instituto Rio21.

A pesquisa também mapeou dados a respeito da prática de atividade física entre homens e mulheres na cidade. Um dado relevante é que mais da metade das mulheres cariocas apresentam prática insuficiente de atividade física (63%). Entre os homens esse percentual é consideravelmente menor (38%):

image 11 Aproximadamente 12% dos homens e mulheres cariocas são diagnosticados com depressão, aponta Instituto Rio21
Percentual de homens e mulheres cariocas maiores de 18 anos que apresentam prática insuficiente de atividade física. Fonte: Vigitel 2021. Elaboração: Instituto Rio21.

Apesar dos percentuais bastante altos de cariocas que realizam atividade física insuficientemente, além dos percentuais consideráveis de indivíduos com depressão, poucos cariocas avaliaram negativamente o próprio estado de saúde:

Advertisement

Leia também

10 coisas que só quem anda de ônibus no RJ vai entender

Polícia Militar planeja ampliar sistema de reconhecimento facial para 650 câmeras no RJ

image 12 Aproximadamente 12% dos homens e mulheres cariocas são diagnosticados com depressão, aponta Instituto Rio21
Percentual de homens e mulheres cariocas maiores de 18 anos que avaliam negativamente o próprio estado de saúde. Fonte: Vigitel 2021. Elaboração: Instituto Rio21.

A depressão é uma doença muito séria e exige atenção especial dos governantes na elaboração de políticas públicas nesta área.

Buscando consolidar informações que possam orientar os agentes públicos nesta tarefa, o Instituto Rio21 está realizando a segunda edição da pesquisa cujo objetivo é compreender como está a saúde mental dos moradores do Rio de Janeiro em 2022.

Participe da pesquisa! A sua opinião é muito importante e para isso pedimos que você responda a um breve questionário com duração prevista de 5 minutos. Para responder, basta acessar o link.

* Os dados coletados são anônimos e serão analisados estatisticamente

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Aproximadamente 12% dos homens e mulheres cariocas são diagnosticados com depressão, aponta Instituto Rio21

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. O transtorno emocional também é oriundo da ociosidade que esses alunos passam. Além das escolas estarem sendo um tédio para eles – necessidade de escolas mais bem preparadas e professores mais bem assistidos -, e a falta de uma ocupação mental e física contribuem maciçamente para esse transtorno. Esses alunos, fora da escola, não têm um espaço cultural que os atenda e atividades físicas/esportivas, que bem ou mal, absorveriam os seus desgostos, anseios e descontroles. Lembrando que a religião é uma escolha.

    • Nem tudo emocional, comportamental… pode ser atribuído a alunos “ociosos” na escola, senão os esquimós seriam grupo altamente violentos. Alunos não passam o dia todo na escola. Tem que diversas. Bio-químico biologica.

  2. Depressão é coisa séria.

    As escolas deveriam ser melhor preparadas, possuir uma equipe multidisciplinar incluindo da psicologia.

    Os jovens dão sinais que as coisas não vão bem.

    E não apenas na depressão. Profissional da área da psicologia em escolas poderia identificar, com apoio dos profissionais da educação, comportamentos que indicassem alerta para tendência de desvio e transtorno de personalidade, podendo, logo no início, reforçar atividades coletivas e de altruísmo na escola, assim como orientar os pais.

    Mas ao invés dos parlamentares eleitos atuarem no interesse público, propuseram e aprovaram ensino religioso confessional nas escolas.
    Só o município do Rio contratou mais de 300 professores de religião – dinheiro jogado no lixo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui