Foto: Reprodução

A Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (ArqRio) iniciou a restauração da Igreja Nosso Senhor do Bonfim e Senhora do Paraíso. O templo religioso que foi construído em 1850, em terreno cedido por Dom Pedro II, estava abandonado há mais de 10 anos.A informação é do site LuLacerda.

O espaço estava totalmente degradado com lixo acumulado. O altar estava sem peças sacras, pois foram roubadas. As paredes do templo estavam a ponto de despencar, e por isso o local foi interditado em 2018 pela Defesa Civil.

Tamanho abandono da igreja levou ao surgimento de movimentos de preservação, como o SOS Patrimônio. Em 2015 o então coordenador do movimento, o restaurador Marconi Andrade fez uma vistoria no local e constatou o estado precário do templo religioso e em 2018, foi realizada uma missa em protesto contra o abandono da igreja foi realizada.

Localizada em São Cristóvão, próximo à Avenida Brasil, antes dos sucessivos aterros ficava quase na beira da Praia do Cajú, a igreja foi tombada pelo município em 2007.

O procedimento de restauração está sendo realizado com a curadoria do Padre Silmar Fernandes, líder da Comissão de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da ArqRio. A titularidade da igreja pertencia à Irmandade do Nosso Senhor do Bonfim e Nossa Senhora do Paraíso, mas passou a ser pertencer à Arquidiocese, após uma disputa judicial.

 

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui