Atletas de Vilas Olímpicas da Prefeitura faturam 10 medalhas no Campeonato Brasileiro de Karatê

O secretário municipal de Esportes ficou entusiasmado com os resultados. Segundo Francisco Bandeira: “Isso reforça ainda mais o quanto o investimento feito no esporte vale a pena”

Alunos da Vila Olímpica de Vila Kennedy conquistaram quatro medalhas / Divulgação

O Rio de Janeiro agora ocupa a quarta colocação, no ranking geral por estados, na Confederação Brasileira de Karatê (CBK), graças aos resultados obtidos por caratecas das Vilas Olímpicas Professor Manoel José Gomes Tubino, conhecida como Vila Olímpica do Mato Alto, e da Vila Olímpica Jornalista Ary de Carvalho, em Vila Kennedy. Os atletas conquistaram 10 medalhas no Campeonato Brasileiro de Karatê, realizado pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK), entre os dias 7 e 12 de novembro, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. O Estado do Rio agora conta 13 medalhas de ouro, 10 de prata e 17 de bronze.

O secretário municipal de Esportes, Francisco Bandeira, festejou as conquistas dos jovens atletas e reforçou que os investimentos realizados nas Vilas Olímpicas são importantes para o desenvolvimento dos jovens e para a descoberta de novos talentos.

“Ver os atletas das nossas Vilas Olímpicas alcançando conquistas tão importantes em competições nacionais é muito gratificante. Isso reforça ainda mais o quanto o investimento feito no esporte vale a pena,” afirmou Francisco Bandeira.

Das dez medalhas conquistas, 4 foram de atletas da Vila Olímpica de Vila Kennedy, com João Pedro dos Santos, campeão junto com a equipe júnior; e Derik Barbosa, medalha de bronze na categoria sênior individual e bronze com a equipe sub-21. O professor voluntário Adam Ramos, que atua há 5 anos na Vila Olímpica, ganhou uma medalha de prata. Adam Ramos sofreu uma lesão grave em dezembro de 2021 e ficou afastado das competições. De volta à ativa há 5 meses, o professor conquistou um excelente resultado, apesar um longo tempo operado. Mesmo assim, ele seguiu a dando aulas e incentivando os alunos nas competições.

“Sempre acreditei e botei fé nos meus alunos. Eles treinam comigo desde a faixa branca, quando eram criancinhas e é muito legal acompanhar a evolução deles. O João Pedro, por exemplo, conseguiu vaga para a seleção brasileira de base após o resultado na fase classificatória em Uberlândia,” afirmou orgulhoso, Adam Ramos.

Mauricio Santiago, professor há 12 anos na Vila Olímpica do Mato Alto e técnico da seleção brasileira adulta de karatê, fez um trabalho primoroso com os alunos da unidade. Dos sete atletas que participaram do Campeonato Brasileiro de Karatê, seis conquistaram medalhas. Filipe Alberto e Juliana Oliveira foram campeões, Kelly Fernandes foi prata, Isabela Rodrigues, Murillo Maduro e Luiz Fernandes conquistaram o bronze.

“Nossa participação foi ótima. Conseguimos conquistar seis medalhas e ter dois campeões brasileiros, entre eles o Filipe, que já chegou a disputar vaga para os Jogos Olímpicos. Com os resultados, esperamos que os quatro atletas da Vila que já foram da seleção brasileira possam retornar,” disse Mauricio Santiago, ressaltando que os medalhistas servem como exemplo para os mais de 100 alunos da Vila Olímpica do Mato Alto, que fazem aulas com ele às quartas e sextas.

“Essa equipe de karatê começou a ser formada em 2014 e eles são um espelho para os demais alunos da Vila, servindo como um incentivo para seguirem treinando e poderem em breve participar também das competições,” declarou o professor.

Como atletas, os medalhistas continuam focados em outras competições. Filipe Alberto e Juliana Oliveira, da Vila do Mato Alto, e Adam Ramos, da Vila Kennedy, estão participando dos Jogos Abertos de Santa Catarina, que vão até domingo (20), em Rio do Sul, Santa Catarina.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui