Atrações do Forte de Copacabana serão concedidas à iniciativa privada

O equipamento, onde se encontra o Museu Histórico do Exército, recebe mais de 35 mil turistas por mês. No local, funcionam ainda a Confeitaria Colombo e o Café 18 do Forte

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Uma das atrações mais emblemáticas da Zona Sul, o Forte de Copacabana será concedido à iniciativa privada. Nesta terça-feira (9), o Exército assinou um contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em Brasília, para a fazer a modelagem do negócio. O Forte, que não funciona mais como fortaleza, conta uma unidade da Confeitaria Colombo, além do Café 18 do Forte, além do Museu Histórico da Arma. Atualmente, o equipamento está subordinado à Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército.

A cerimônia de assinatura contratual contou com as participações do chefe do Estado Maior do Exército, general Richard Fernandez Nunes, e do diretor de Planejamento e Relacionamento Institucional do BNDES, Nelson Barbosa. Na ocasião, as entidades também firmaram um contrato para a estruturação de um projeto de concessão do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva, em Manaus, no estado do Amazonas.

Os contratos têm validade de 36 meses cada um. Ao banco caberá a realização de um mapeamento dos ativos imobiliários do Exército, além dos serviços e necessidades de conservação. A etapa seguinte será a definição do modelo de concessão a ser adotado para a futura licitação pública.

Advertisement

“Esses projetos contarão com o apoio do BNDES para melhorar e requalificar espaços públicos do Exército brasileiro. Tanto o Forte de Copacabana quanto o Zoo do CIGS são patrimônios nacionais, e agora teremos a oportunidade de torná-los ainda mais atrativos para turistas e moradores aproveitarem todo o seu potencial”, observou Nelson Barbosa, segundo repercutiu o jornal O Globo.

O Forte de Copacabana e o Museu Histórico do Exército, que possui um acervo com 15 mil peças, recebem mais de 35 mil visitantes mensalmente. Os projetos de concessão, por meio de Parceria Público-Privada, assim como o zoológico de Manaus, integram o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Atrações do Forte de Copacabana serão concedidas à iniciativa privada
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Atrações do Forte de Copacabana serão concedidas à iniciativa privada
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui