Avenida Atlântica, em Copacabana, será interditada para evento do Bicentenário da Independência

Trecho entre a Rua Figueiredo Magalhães e o Forte de Copacabana ficará fechado das 7h às 20h; o presidente Jair Bolsonaro participará do Tributo Cívico-Militar da Independência do Brasil, na Zona Sul

Avenida Atlântica, em Copacabana - Foto: Cleomir Tavares/ Diário do Rio

O Prefeito do Rio, Eduardo Paes, divulgou, nesta terça-feira, (06/09), que a Avenida Atlântica, em Copacabana, na Zona Sul, ficará totalmente interditada por causa do feriado da Independência do Brasil na quarta-feira, (07/09). Não haverá desfile, mas o presidente Jair Bolsonaro participará do Tributo Cívico-Militar ao Bicentenário da Independência do Brasil, em Copacabana, marcado para as 13h.

Além disso, estacionamento está proibido em diversas vias. A pista dos prédios da Avenida Atlântica, no trecho entre a Rua Figueiredo Magalhães e o Forte de Copacabana, ficará fechada das 7h às 20h.

Eduardo Paes afirma que as interdições acontecem para evitar problemas ou acidentes. “O grande evento do dia 7 de setembro em Copacabana é uma manifestação política. A gente não tem muito como organizar ou tolher a iniciativa das pessoas”, pontuou Paes.

O prefeito ainda disse que, caso ocorra, o deslocamento de motociclistas deve ocorrer a partir das 13h. Mas não poderão ser utilizadas as áreas de lazer para a circulação dos veículos.

O planejamento no bairro para o evento contará com 74 agentes da CET-Rio, 9 veículos operacionais, 15 motocicletas, 4 reboques e 6 painéis informativos, além de câmeras de monitoramento.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui