Azul suspende voos diretos do Rio para 7 cidades brasileiras

Decisão da companhia aérea vem depois do anúncio das restrições de voos no Santos Dumont

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução

Por conta das já anunciadas restrições no Aeroporto Santos Dumont, a companhia aérea Azul decidiu pela suspensão de voos diretos do Rio para sete cidades. A partir de 1º de outubro, a empresa deixará de oferecer voos para Brasília (DF), Campos de Goytacazes (RJ), Florianópolis (SC), Maceió (AL), Porto Seguro (BA) e Vitória (ES); a partir de 29 de outubro, deixará de voar direto para Goiânia (GO).

As diminuição na oferta de voos a partir do mês que vem têm a ver com a limitação da capacidade do terminal central do Rio a um fluxo de 10 milhões de passageiros ao ano, determinada pela Secretária de Aviação Civil (SAC), e não com a restrição à operação de voos para destinos a um raio de 400 quilômetros, alinhada posteriormente.

A redução de destinos, selada em reunião durante uma visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Rio, deverá começar a valer a partir de janeiro de 2024. O objetivo de incentivar um aumento do fluxo no Aeroporto do Galeão, na Zona Norte da cidade, defendido pela prefeitura e pelo governo do Estado do Rio.

A limitação da capacidade se deve ao fato de que o Santos Dumont opera próximo ao limite. No ano passado, 10,178 milhões de passageiros passaram pelo terminal, considerando as operações regionais. Sem a determinação da SAC, vinculada ao Ministério de Portos e Aeroportos, o terminal poderia fechar 2023 com cerca de 12 milhões de passageiros, conforme técnicos do governo federal.

Advertisement

O que diz a Azul

A Azul informou que “devido às restrições de capacidade operacional impostas no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, se viu obrigada a fazer mudanças na operação de voos diretos na cidade”.

Ainda de acordo com companhia aérea, “os clientes com passagens adquiridas para as rotas suspensas estão sendo informados e receberão toda a assistência necessária, de acordo com a Resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), sendo reacomodados em outros voos da empresa ou terão o ressarcimento integral do valor pago pelo bilhete”.

“Por fim, a Azul destaca que como empresa competitiva e atenta ao mercado que é, está sempre em busca de oferecer a melhor experiência de viagem aérea no Brasil”, afirma nota divulgada pela empresa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Azul suspende voos diretos do Rio para 7 cidades brasileiras
Advertisement

8 COMENTÁRIOS

  1. A questão é que temos um aeroporto gigante subutilizado e um pequeno aeroporto funcionando estrangulado. O fato é que a Azul não quer deixar de alimentar seus hubs e ter voos diretos de outras capitais para o Galeão vai obrigá-la a ter base por lá. Quando o destino é o SDU, automaticamente vc empurra o passageiro a embarcar para uma etapa internacional em SP, BSB, CNF ou mesmo em REC. Pampulha foi fechada pra beneficiar CNF e não houve esse clamor por aeroporto central.

  2. O motivo é que o custo para empresa operar no galeão é mais alto, sim a empresa quer lucrar mais sempre. Dane-se se para o passageiro é melhor ou pior.

    • O combustível de aviação, em GIG, tem ICMS de 7%, enquanto, em SDU, é de 13%. O combustível representa boa parte dos gastos de uma empresa aérea. Portanto, não se justifica a atitude da Azul. Há alguma outra coisa por detrás da simples “manha” da Azul.

    • Você diz que o custo para uma empresa operar em GIG é mais alto do que em SDU. Você tem número que comprovem isso? Porque, em GIG, as empresas podem pagar ICMS sobre o combustível de aviação de 7%, de acordo com o programa de redução de ICMS do governo federal, enquanto, em SDU, elas têm de pagar ICMS de 13%. E boa parte dos gastos das empresas de aviação é com o querosene de aviação. Há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia. Há muita coisa por detrás dessas decisões da Azul que não estamos sabendo.

  3. Ninguém quer descer naquele buraco sem segurança e feio como o Galeão. Melhorem o entorno e a segurança que dá certo. Rios fedidos, perigos de tiroteios, alto custo de taxi e Uber…aquele aeroporto é um lixo

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui