Foto: Reprodução Internet

No próximo dia 20/11, no Castelinho do Flamengo, começa um projeto que consiste em mostrar depoimentos, objetos e lembranças de pessoas que moram no bairro do Flamengo e nas regiões vizinhas.

“A ideia é começar com 5 pessoas de perfis, vidas diferentes, mas, desta vez, todos negros, pois estaremos na semana da Consciência Negra”, disse Claúdia de Alcântara Chaves, diretora do projeto.

O espaço ficará aberto ao público e a intenção é mostrar a vida de pessoas do Flamengo e bairros vizinhos às pessoas da mesma região.

Após essa ação que será aberta no dia 20/11, novas histórias serão contadas.

1 COMENTÁRIO

  1. O castelinho nunca acertou numa boa função. No entanto é um prédio lindo! Acho que seria melhor como uma casa de chá com um pequeno museu do café, como vi parecido em Penedo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui