Bairro Maravilha: Encantado recebeu mais de 4 mil metros quadrados de asfalto novo

Esta é a primeira entrega do Bairro Maravilha na Zona Norte, após sua retomada, em 2021. A região está recebendo 13 obras do programa, com investimentos que chegam a R$ 240 milhões

Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

Nesta sexta-feira (20/01), o prefeito do Rio Eduardo Paes esteve na Zona Norte para a inauguração de obras do Bairro Maravilha, programa de urbanização de ruas da Secretaria de Infraestrutura. Foram entregues à população, com nova pavimentação, calçamento em concreto e drenagem, as ruas Cruz e Souza, Francisco Fragoso e Clarimundo de Melo, no bairro do Encantado.

Esta é a primeira entrega do Bairro Maravilha na Zona Norte, após sua retomada, em 2021. A região está recebendo 13 obras do programa, com investimentos que chegam a R$ 240 milhões.

O Bairro Maravilha tem como missão resgatar pontos da cidade que, historicamente, sofrem com a falta de infraestrutura urbana. O objetivo é tirar essas áreas da degradação, garantindo qualidade de vida aos cariocas que vivem nos bairros e demais localidades contempladas pelas ações do programa.

No Encantado, as ruas Cruz e Souza, Francisco Fragoso e Clarimundo de Melo receberam 4.300 metros quadrados de asfalto novo. As três vias tiveram seus meios-fios, sarjetas e calçadas concretadas e recuperadas. Foram requalificados, ainda, mais de 700 metros de drenagem, que irão garantir um escoamento mais eficiente de água em dias chuvosos. Além disso, 16 rampas de acessibilidade foram construídas com objetivo de facilitar a mobilidade de pessoas com dificuldade de locomoção. O custo total foi de R$ 2,8 milhões.

A Prefeitura também realizou a entrega das obras do Conjunto Habitacional Condomínio Parque Novo Irajá, no bairro de Irajá. Formado por 15 prédios, divididos em 26 blocos, o conjunto residencial fica localizado na Avenida Brasil, nº 17.191, e passou por reparos em suas fachadas, com serviços de emboço e pintura. Os portões e grades também ganharam pintura nova. As obras foram realizadas pela Empresa Municipal de Urbanização (Rio-Urbe), órgão vinculado à Infraestrutura, e duraram sete meses. Os serviços custaram cerca de R$ 2 milhões.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui