Biocombustível a partir de resíduo do tratamento de água surge como promessa para tornar o automobilismo brasileiro ainda mais sustentável

A oitava etapa da StockCar Pro Series, disputada neste domingo (4/9), no autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP), aconteceu em meio a uma grande promessa para a modalidade. Essa foi a primeira corrida desde que a Ecoa, startup voltada à produção de combustíveis renováveis, apresentou o projeto que visa reaproveitar o lodo proveniente das Estações de Tratamento de Água e Esgoto na produção de biocombustível. O projeto é um dos quatro incubados no Manancial, o laboratório de inovação socioambiental da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro), após aprovação no desafio criado em parceria com a Stock Car. O objetivo é criar soluções inovadoras e sustentáveis para tornar ainda mais verde a principal categoria do automobilismo sul-americano.

Raphael Vasconcellos, CEO da Ecoa, está otimista com a evolução do trabalho e conta que o desenvolvimento da ideia já está em prática.

“Tivemos o privilégio de participar e ser uma das empresas secionadas no Desafio Manancial/Stock Car. Depois do resultado, ingressamos também com pedido de fomento junto ao BNDES e estamos nos aproximando de grandes empresas do setor. Agora, vamos nos preparar para inaugurar uma planta de produção de Etanol, em parceria com a Cedae”, destaca.

Além deste projeto, outros três foram aprovados com base em uma série de critérios de avaliação, como grau de inovação e viabilidade técnica. A banca avaliadora, formada por equipes técnicas da Cedae e da StockCar, selecionou os projetos com maior potencial de evolução (https://cedae.com.br/resultado2) e garantiu aporte de até R$ 100 mil para desenvolver o projeto e criar protótipos a serem testados na Cedae.

Os demais trabalhos selecionados envolvem criação de sensores para monitoramento da emissão de gás carbônico (CO2) (Noah Smart City); desenvolvimento de sistema de IoT (Internet das Coisas) para aproveitamento da água da chuva (BR Rain); e tecnologia de gêmeos digitais para criar representação virtual das corridas no metaverso (Neural Twin – UFRJ).

CEO da Vicar, promotora da StockCar, Fernando Julianelli comemorou a parceria com o laboratório, que vai possibilitar a exploração de novos caminhos para a modalidade.

“Trazer inovação para o nosso esporte é uma ótima oportunidade de utilizar a visibilidade da Stock Car para fomentar soluções que possam ser implementadas nos autódromos, nos eventos ou até mesmo nos carros. Estou muito animado e confiante com os resultados positivos que surgiram deste desafio”, conta.

Os escolhidos terão 45 dias para apresentar suas propostas detalhadas à Cedae, abrangendo o cronograma de execução e investimento para implantação do protótipo. A partir de 9 de novembro, as startups terão até um ano para desenvolvimento dos trabalhos e validação do MVP.

Reviravolta no Velocitta

Após conquistarem a primeira e a segunda colocações no acirrado treino classificatório, Bruno Baptista e Ricardo Zonta foram punidos pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A dupla da RCM Motorsport foi desclassificada por uma irregularidade técnica no para-choque, deixando a primeira fila para Felipe Lapenna, da Hot Car, que – em ótima fase – conquistou sua segunda pole position consecutiva; e Diego Nunes, da Blau Motorsport.

Confirmando o bom momento que vive, Felipe Lapenna concluiu em grande estilo a primeira corrida do dia e conquistou o lugar mais alto do pódio, carimbando sua primeira vitória na StockCar Pro Series. Bruno Baptista conseguiu recuperar as posições perdidas e terminou a prova em segundo lugar. O pódio ficou completo com Thiago Camilo, da Ipiranga, na terceira colocação.

A emoção tomou conta logo após a largada da segunda prova. Desta vez, Lapenna teve azar ao deixar precocemente a disputa. Cacá Bueno, da Crown, e César Ramos, da Ipiranga, também tiveram problemas e não conseguiram completar a corrida. Com uma ultrapassagem sensacional quase no fim, Ricardo Maurício, da Eurofarma, garantiu o primeiro lugar. O argentino Julian Santero, da Full Time Sports, ficou em segundo e também faturou o troféu ‘Man of the Race’. Fechando o trio do pódio, Ricardo Zonta, da RCM Motorsport, terminou em terceiro.

Com o fechamento da oitava etapa, a classificação atualizada fica da seguinte forma: Gabriel Casagrande segue isolado na ponta, com 222 pontos. Na segunda colocação, Daniel Serra aparece com 203 pontos; seguido por Matías Rossi, com 201; Rubens Barrichello, 189; e Bruno Baptista, 175. A tabela completa pode ser conferida no link https://www.stockproseries.com.br/classificacao.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui