BioParque do Rio anuncia nascimento de Tamanduá-bandeira em extinção

Tamanduá-bandeira é provavelmente extinta no Rio de Janeiro; o nome da filhote, que pode ser vista no Bioparque do Rio, pode ser escolhido pela Internet

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Isadora Ortiz/ BioParque do Rio

Sabe por que formiga é bom para os olhos? Porque tamanduá não usa óculos… piada que meu saudoso pai contava quando eu não queria comer o açúcar que tinha estes pequenos insetos e nunca mais esqueci. Guardada as memórias de infância, o BioParque do Rio acaba de anunciar o nascimento de um filhote de tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), espécie considerada vulnerável segundo a Red List, da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). O filhote — que é uma fêmea — veio ao mundo no dia 3 de novembro. 

A pequena encontra-se saudável, tem o seu desenvolvimento acompanhado pela equipe técnica der biólogos, veterinários e zootecnistas, e já pode ser vista pelo público no recinto Cerrado, onde vive cercada dos cuidados de sua mãe Gaia. É a primeira vez que acontece a reprodução deste animal desde que o RioZoo se tornou BioParque do Rio. Todo o esforço tem sido empreendido para a reprodução e a conservação do tamanduá-bandeira, tendo em vista que há evidências de que a espécie é extinta no estado do Rio de Janeiro, segundo o ICMBio.

“A reprodução de animais sob cuidados humanos é um importante fator para manutenção destas espécies fora do seu habitat natural. Este nascimento é bastante animador, já que segundo a União Internacional para a Conservação da Naturezaa espécie se encontra em estado vulnerável na natureza”, diz Ciro Cruvinel, veterinário e gerente técnico do BioParque do Rio.

Público poderá escolher o nome

Os visitantes do BioParque do Rio poderão ajudar a escolher o nome da nova fêmea de tamanduá-bandeira pelo perfil do Instagram @bioparquedorio Criatividade não faltou à equipe técnica, que já pré-selecionou os seguintes nomes: “Maria Cupim”, “Terra”, “Vênus” e “Formiga”. Sem querer mudar o voto de ninguém, Maria Cupim é o melhor, Terra já é o nome da mãe Gaia, e Vênus não é filha de Gaia, e formiga é formiga, não tamanduá.

Advertisement

Quem acessar o perfil poderá ver as opções de votação e comentar o post com a escolha até o dia 7 de dezembro. O nome mais comentado batizará a pequena, que já nasceu com uma missão: sensibilizar os visitantes sobre a necessidade de preservar a espécie, que é ameaçada de extinção.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp BioParque do Rio anuncia nascimento de Tamanduá-bandeira em extinção
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui