Blogueira fitness inspira seguidores com tattoos com significados pessoais

A influencer fitness e lifestyle Jaine Cassu tem sete tatuagens espalhadas pelo corpo e inspira os fãs com as histórias dos registros das imagens

Mais do que desenhos na pele, as tatuagens contam histórias. São homenagens, registros de superação pessoal, ou simplesmente inspirações para o dia a dia. O cantor Post Malone, que se apresentou no Rock in Rio deste ano, além do sucesso que faz como rapper, chama a atenção pelas 80 tattoos espalhadas pelo corpo. Muitas têm um significado especial para o americano, como a “Stay Away”, na sobrancelha direita, em homenagem ao falecido rapper Lil Peep.

A influencer Jaine Cassu também se expressa por meio das tatuagens: “A minha primeira tatuagem foi nas costas, aos 17 anos. Fiz uma flor de lótus com a seguinte frase: ‘Sacrifícios temporários para resultados permanentes’. Ela representava um momento da minha vida muito importante em que eu estava iniciando tudo sem colher resultados, acreditando que era o melhor caminho. Então, decidi registrar em meu corpo essa passagem.”

Sem planejar muito sobre qual vai ser a próxima, Jaine Cassu, que tem sete tatuagens, está certa de que todas expressam algo que a pessoa está vivenciando. E, por isso, será sempre algo marcante. “A última que fiz foi a imagem do meu cachorro, o buldogue francês Batminha. Ela foi muito comentada pelos meus seguidores no meu Instagram. Representa um momento de reflexão da minha vida, onde acredito que existem coisas boas e puras no mundo, como os sentimentos dos animais. Eles não nos pedem nada em troca. Fiz em um momento tranquilo da minha vida, onde pude parar, observar detalhes e encontrar significados”, explica a blogger.

Jaine Cassu gostaria que houvesse menos preconceito e resistência com quem tem o corpo tatuado. “Ainda há um certo preconceito com quem faz tatuagens. Meu pai sempre detestou as minhas, mas como saí de casa cedo, ele não teve muito o que questionar. Só viu depois de pronta quando já não havia mais o que fazer, mas confesso que escondi por muito tempo” desabafa.

O medo do pai, segundo Jaine Cassu, seria o de ela sofrer retaliações e não conseguir emprego pelos desenhos feitos na pele. “Muitos pais, como o meu, vêm de uma cultura muito rígida, com outros padrões familiares. E um dos bloqueios era o de não conseguir um emprego por conta das tatuagens. Hoje já é comum ver profissionais, até em multinacionais, com diversas tattoos, mesmo em partes visíveis como pescoço, braço e mão. Acredito que, aos poucos, as pessoas vão aceitando que tatuagem não define a capacidade profissional. A mim, me facilitou um pouco, por trabalhar na Internet e ser comum influencers terem tatuagens.”

Para quem quer fazer um desenho artístico na pele, Jaine Cassu lembra: “Faça em lugares discretos até que você se sinta mais à vontade para fazer em partes mais visíveis. Dói, mas dias depois já dá vontade de fazer outra”, garante a influenciadora digital, que espera a próxima inspiração para fazer uma nova tattoo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui